Como cumprir o Jejum e Abstinência que a Igreja nos pede na Quaresma

A Quaresma é um tempo de penitência pelos pecados cometidos e também de desprendimento das coisas materiais e crescimento nas virtudes. O jejum e a abstinência fazem parte da penitência recomendada pela Igreja desde os primeiros séculos.

Jejum consiste em tomar apenas uma das grandes refeições do dia (almoço ou jantar) e depois outras duas pequenas, de tal maneira que estas duas juntas não cheguem a uma grande refeição. Isto é o mínimo para que se possa considerar que a pessoa fez jejum. Mas há quem passe o dia a pão e água e até quem não coma nada durante esse dia.

Abstinência consiste em não comer carne nem derivados da carne. É também recomendável que nos dias de abstinência se evite refeições muito luxuosas, mesmo que não tenham carne.

Estas são as regras publicadas pela Conferência Episcopal, que têm em conta o Código de Direito Canónico de 1983:

jejum e a abstinência são obrigatórios em Quarta-Feira de Cinzas e em Sexta-Feira Santa

abstinência é obrigatória, no decurso do ano, em todas as Sextas-Feiras que não coincidam com algum dia enumerado entre as solenidades. Esta forma de penitência reveste-se, no entanto, de significado especial nas Sextas-Feiras da Quaresma

O preceito da abstinência obriga os fiéis a partir dos 14 anos completos. O preceito do jejum obriga os fiéis que tenham feito 18 anos até terem completado os 59. Aos que tiverem menos de 14 anos, deverão os pastores de almas e os pais procurar atentamente formá-los no verdadeiro sentido da penitência, sugerindo-lhes outros modos de a exprimirem. 

As presentes determinações sobre o jejum e a abstinência apenas se aplicam em condições normais de saúde, estando os doentes, por conseguinte, dispensados da sua observância. 
Como cumprir o Jejum e Abstinência que a Igreja nos pede na Quaresma Como cumprir o Jejum e Abstinência que a Igreja nos pede na Quaresma Reviewed by Francisco Nascimento on 03:22 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.