"Guardar a língua."



"A língua do homem tem grande necessidade de ser controlada e refreada, porquê somos muito inclinados a deixá-la correr solta e discorrer sobre o que mais agrada aos nossos sentidos.

O falar demais geralmente tem sua raiz na soberba, com a qual, convencidos de saber muito e da superioridade de nossas opiniões, procuramos impô-las aos outros, querendo sempre ter a última palavra, como se fossemos mestres de quem todos tivessem que aprender. 

Não se pode dizer em poucas palavras os danos causados pelo seu excesso. O muito falar alimenta as paixões viciosas, o que por sua vez anima cada vez mais a língua a continuar em sua tagarelice indiscreta. Não te alongues em grandes discursos com quem te ouve de má vontade, para não o cansar, e nem tampouco com quem te ouve com prazer, para não exceder os limites da modéstia. 

Examina bem as coisas que o coração te dita, antes que cheguem a língua, e verás que é preferível que algumas delas não saiam da boca. Mesmo entre aquelas que te parecerem ser ditas, seria melhor que muitas delas fossem deixadas no silêncio do coração, como perceberás, se nelas refletires depois de passado o momento de dizê-las.

O silêncio é uma grande fortaleza no combate espiritual e uma garantia segura de vitória; é amigo de quem desconfia de si mesmo e confia em Deus; é guardião da autêntica oração e uma magnífica ajuda no exercício das virtudes." 

- Lorenzo Scupoli 
"Guardar a língua." "Guardar a língua." Reviewed by Francisco Nascimento on 13:18 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.