DEUS QUER A NOSSA FELICIDADE


Só que o discurso de Jesus soa a provocação, rebentando com os esquemas preconcebidos. Para Ele, a felicidade não está nas circunstâncias favoráveis, mas no acolhimento da presença de Deus, que Se manifesta até nas circunstâncias mais adversas.
É por isso que Jesus alerta os que se consideram — e são considerados — pouco felizes assegurando-lhes que eles estão fora da rota da felicidade. Pelo contrário, até estão na linha da frente de uma existência feliz. É que, não estando dependentes de fatores oscilantes e dificilmente controláveis, podem tornar-se mais receptivos ao projeto felicitador de Deus.

Não admira que o Sermão da Montanha — que abre justamente com as Bem-Aventuranças — tenha virado do avesso tudo aquilo que era considerado válido na sociedade já que pretendia criar uma ordem radicalmente nova na convivência entre os seres humanos. Giovanni Papini não hesitou em reconhecer que «o Sermão da Montanha é a garantia de que podemos erguer-nos acima de nós mesmos».

É curioso que, em São Lucas, as Bem-Aventuranças aparecem, não na montanha, mas na planície (cf. Lc 6, 17). Isto indicia que estamos perante um projeto envolvente: para toda a parte e para toda a gente. Não estamos perante um discurso orientado para uma classe. Os que são avisados e repreendidos também são chamados e convocados. Todos somos convidados a ser pobres no espírito. Deixemos, pois, as nossas defesas e armaduras. Não andemos à procura de prebendas e sinecuras. Centremos a nossa vida em Deus e portemo-nos sempre como filhos Seus!

Frei Francisco Bezerra do Nascimento

DEUS QUER A NOSSA FELICIDADE DEUS QUER A NOSSA FELICIDADE Reviewed by Francisco Nascimento on 04:40 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.