O «ÚLTIMO» QUE NOS LEVA ATÉ ÀS «COISAS ÚLTIMAS»


Jesus não nos esclarece apenas sobre as «coisas últimas» («éschata»). Acima de tudo, Jesus está sempre a oferecer-nos o que é «último» («éschaton»). Ele não nos deixa de instruir sobre as «coisas últimas» que acontecerão nos «últimos dias» (Mc 13, 24). Nessa altura, ocorrerá a última vinda de Jesus («parusia»), em que será consumada a transformação que Ele operou com o Seu mistério pascal: paixão, morte e ressurreição.

Mas o que é verdadeiramente último já está presente no meio de nós. Jesus é o «éschaton» que nos conduz até às «éschata». Ou seja, Jesus é «o Último» que nos conduz até às «coisas últimas». Dizendo de outra maneira, Jesus é «o Fim» que nos conduz até ao fim e até para lá do fim.

Não há, pois, motivos para andarmos alarmados com o fim do mundo. Há, sim, motivos — todos os motivos — para nos empenharmos no fim deste mundo. Quanto ao fim do mundo, Jesus tem o cuidado de ressalvar que ninguém sabe o dia e a hora; só o Pai sabe (cf. Mc 13, 32). O que Jesus quer é que nos envolvamos no fim deste mundo de injustiça, no fim deste mundo de mentira, no fim deste mundo de ódio, no fim deste mundo de corrupção.

Ele conta conosco para anteciparmos a eternidade no tempo e para trazermos o céu para a terra. Aliás, para nenhum de nós haverá céu sem terra: colheremos no céu o que formos semeando na terra. É o que decorre da parábola da figueira: quando os ramos ficam tenros e as folhas surgem, é sinal de que o Verão está perto e de que a colheita não está longe (cf. Mc 13, 28-29).


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

O «ÚLTIMO» QUE NOS LEVA ATÉ ÀS «COISAS ÚLTIMAS» O «ÚLTIMO» QUE NOS LEVA ATÉ ÀS «COISAS ÚLTIMAS» Reviewed by Francisco Nascimento on 10:33 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.