NÃO ALARMADOS COM O FIM DO MUNDO, MAS A TRABALHAR PARA O FIM DESTE MUNDO


O céu é colheita. Alcançaremos o céu na medida em que nos formos transformando na terra. E uma vez que o céu é a felicidade, é importante que procuremos acabar com toda a infelicidade que ainda subsiste. Deus não quer que o mundo seja o contrário do céu. Deus não quer que passemos mal no mundo para passarmos bem no céu. Deus quer que sejamos felizes já neste mundo, para sermos inteiramente felizes no céu. Deus quer que o mundo seja o começo do céu, a sementeira do céu.

Tendo, entretanto, em conta que somos criados para Deus, então só vivendo em Deus é que seremos felizes. É por isso que podemos bater a todas as portas em busca da felicidade. Mas a felicidade só nos aparecerá quando batermos à porta de Deus, quando entrarmos definitivamente em Deus.

É hora de acordar. Usando a linguagem do profeta Daniel, é hora de acordar tantos que ainda estão a dormir (cf. Dan 12, 2). É hora de reentrar no caminho após tantos — e tão prolongados — descaminhos. Estas páginas não servem de susto, mas de esperança. É possível mudar, é urgente mudar. Não nos resignemos ao mundo como ele é; procuremos olhar para o mundo como ele pode ser. Nunca comecemos a desistir e nunca desistamos de (re)começar.

Nesta missão de trazer o céu para a terra, Deus é sempre nosso aliado. Será que nós queremos ser aliados de Deus? Nós contamos com Ele. Será que Ele pode contar conosco?


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

NÃO ALARMADOS COM O FIM DO MUNDO, MAS A TRABALHAR PARA O FIM DESTE MUNDO NÃO ALARMADOS COM O FIM DO MUNDO, MAS A TRABALHAR PARA O FIM DESTE MUNDO Reviewed by Francisco Nascimento on 10:36 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.