Conforma a tua vida com o mistério da Cruz do Senhor

A reboque da reforma litúrgica realizada após o Concílio Vaticano II muitos foram os abusos que se fizeram e continuam a ser feitos. Um desses abusos, que o Papa Bento XVI, com o seu exemplo, tentou travar, foi o da “remoção dos Crucifixos das igrejas”. Desculpem o exagero! De facto, o crucifixo está lá, mas, normalmente, de esguelha, posto para um lado para não atrapalhar a visão.
            
Não deixa de ser curioso, pois uma das reformas realizadas a seguir ao Concílio foi a do Pontifical Romano, que introduz na Ordenação dos Presbíteros a seguinte “admoestação” quando se entrega o cálice e a patena ao recém-ordenado: «Recebe a oferenda do povo santo para a apresentares a Deus. Toma consciência do que virás a fazer; imita o que virás a realizar, e conforma a tua vida com o mistério da Cruz do Senhor».
            
Pode ser fragilidade minha, mas preciso mesmo de ter um Crucifixo voltado para mim quando celebro a Santa Missa. Centrando-me nele distraio-me muito menos ao celebrá-la. Centrando-me nele nesses momentos, ajuda-me a lembrar a Quem e a que momento da sua vida tenho de conformar a minha.
            
Se centrar toda a minha vida na Cruz de Cristo, se me puser no seu lugar, então, sim, “percebo” a Ressurreição. Mas não há Ressurreição sem Cruz!
            
Cada vez mais me fazem sentido as frases de S. Paulo: «Toda a nossa glória está na Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo» (Gal 6, 14); «Nós pregamos Cristo crucificado» (1 Cor 1, 23); e também «Com Cristo estou crucificado» (Gal 2, 20).
            
Para o Padre, conformar toda a sua vida com o mistério da Cruz do Senhor é estar na cruz como Ele.
            
Se estivermos na cruz como Cristo, então iremos ter connosco a Igreja (que Maria Santíssima representa), os verdadeiros amigos (S. João) e os que querem amar verdadeiramente a Cristo (S. Maria Madalena). Mas também teremos alguns que, pertencendo ao mesmo povo que nós, o Povo de Deus, tal como a Cristo, nos irá gozar insultar, odiar.
            
Se o Padre não é o primeiro a subir à Cruz (como tão bem se representa na Forma Extraordinária do Rito Romano), como irá o Povo de Deus querer imitar a Cristo nas tribulações desta vida? Se o Padre não é o primeiro a abraçar a Cruz, como pode ajudar o Povo de Deus a fazê-lo?
            
Quantas não são as vezes em que apetece desviar os olhos da Cruz, as que não apetece abraçá-la, as que não apetece estar nela!
            
Deus me (nos) dê a graça de só descer dela morto e ressuscitado!
             
Dominus nos benedicat, et ab omni malo defendat, et ad vitam perducat aeternam. Amen.
             
Um Padre
Conforma a tua vida com o mistério da Cruz do Senhor Conforma a tua vida com o mistério da Cruz do Senhor Reviewed by Francisco Nascimento on 10:05 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.