Akathistos - Cantado de pé para a Nossa Mãe do Céu

O hino Akathistos (ou seja, “cantado de pé”) é a mais bela composição mariana do Rito Bizantino. Canta o mistério da encarnação salvífica do Verbo de Deus, desde a anunciação até à parusia, contemplando a Virgem Mãe indissoluvelmente unida a Cristo e à Igreja. Composto pouco depois do Concílio de Calcedónia (451), apresenta em forma de síntese orante, tudo o que a Igreja dos primeiros séculos acreditou e exprimiu sobre Maria em declarações do magistério e no consenso universal da fé - e que a Igreja continua a acreditar.

Maria é "ícone da Igreja, símbolo e antecipação da humanidade transfigurada pela graça, modelo e esperança segura para todos aqueles que dirigem os seus passos para a Jerusalém do Céu" (Orientale Lumen, 6)

Este dia estamos todos repletos de profunda alegria: a alegria de louvar Maria com o Hino "Akathistos", tão querido à tradição oriental. É um cântico todo centrado em Cristo, contemplado à luz da sua Virgem Mãe. Por 144 vezes ele convida-nos a renovar a Maria a saudação do Arcanjo Gabriel: Ave Maria! Repercorremos as etapas da sua existência e louvamos os prodígios realizados nela pelo Omnipotente: desde a concepção virginal, início e princípio da nova criação, até à sua maternidade divina, à partilha da missão do seu Filho, sobretudo nos momentos da sua paixão, morte e ressurreição. Mãe do Senhor ressuscitado e Mãe da Igreja, Maria precede-nos e guia-nos ao conhecimento autêntico de Deus e ao encontro com o Redentor. Ela indica-nos o caminho e mostra-nos o seu Filho. Ao celebrá-la com alegria e gratidão, honramos a santidade de Deus, cuja misericórdia fez maravilhas na sua humilde serva. Saudámo-la com o título de Cheia de graça e imploramos a sua intercessão por todos os filhos da Igreja que, com este Hino Akathistos, celebra a sua glória.
Que ela nos guie à contemplação, no próximo Natal, do mistério de Deus feito homem para nossa salvação! (S. João Paulo II - 8 de Dezembro de 2000)
Mãe de Deus Soberana Virgem!
Erguemos para Ti nossos louvores,
O nosso cântico de acção de graças!
Teu poderoso braço nos envolva qual sólida muralha!
Salva-nos do perigo! Salva-nos do perigo!
Não tarde o Teu socorro aos fiéis que Te cantam:

Salve, Esposa Imaculada!
Enviado do Céu veio sublime Arcanjo Para saudar a Mãe de Deus: – Ave Maria! E ao ver que, à sua voz, Deus Se fazia homem Junto dela cantou o seu deslumbramento:

Ave Maria! Tu és o resplendor da nossa Salvação! Ave Maria! Por Ti a maldição enfim desaparece! Ave Maria! És Tu quem levanta Adão da sua queda! Ave Maria! Enxugas finalmente as lágrimas de Eva! Ave Maria! Montanha inacessível ao pensamento humano! Ave Maria! Oceano impenetrável ao próprio olhar dos Anjos! Ave Maria! És o trono e o palácio do divino Rei! Ave Maria! Sustentas em Ti Aquele que sustenta o Universo! Ave Maria! Estrela que anuncias o Sol que vai nascer! Ave Maria! És o fecundo seio da incarnação divina! Ave Maria! Todas as criaturas em Ti são recriadas! Ave Maria! Em Ti o Criador tornou-Se uma criança!

Salve, Esposa Imaculada!
Maria, conhecendo a Sua Virgindade, Respondeu firmemente ao Anjo Gabriel: “Não entende a minha alma tão rara Palavra: Um filho gerarei sem deixar de ser Virgem?”

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
Tão profundo mistério buscando entender, Pergunta ao Anjo a Virgem: – “No meu casto seio Como será possível ser gerado um filho?” E em grande reverência o Anjo assim cantava:

Ave Maria! Inefáveis desígnios Te foram revelados! Ave Maria! És guardiã dum secretíssimo Mistério! Ave Maria! Ó sagrado começo dos prodígios de Cristo! Ave Maria! Sumário de todas as Suas divinas verdades! Ave Maria! Escada celeste por onde desce o Senhor! Ave Maria! Ponte que nos levas da terra para o Céu! Ave Maria! Inesgotável prodígio cantado pelos Anjos! Ave Maria! Fonte de lamentos para demónios! Ave Maria! Que dás à luz inefavelmente a Luz! Ave Maria! Que não revelaste a ninguém um tal mistério! Ave Maria! Cujo saber ultrapassa toda a ciência dos sábios! Ave Maria! És a iluminação do espírito dos crentes!

Salve, Esposa Imaculada!
Cobriu de Sua sombra o Omnipotente Deus A imaculada Esposa e fê-la conceber. O seu fecundo ventre é como um campo fértil, Seara redentora dos que assim exultam:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
Levando o Senhor Deus no seu materno seio Entrou a Virgem-Mãe na casa de Isabel: No ventre de Isabel, em saltos de alegria, Louvou João a Mãe do Cristo Salvador:

Ave Maria! Haste de onde brota a incorruptível flor! Ave Maria! Ramo de onde nasce o saboroso fruto! Ave Maria! Jardim onde germina o Senhor nosso Amigo! Ave Maria! Canteiro semeado de Quem semeia a nossa vida! Ave Maria! Campo que produz a abundância do perdão! Ave Maria! Sagrada Mesa do banquete propiciatório! Ave Maria! Para nós cultivas um jardim delicioso! Ave Maria! Às nossas almas preparas um abrigo de paz! Ave Maria! Tu és um incenso de agradável odor! Ave Maria! És o dom propício para o universo! Ave Maria! Benevolência de Deus para a criatura humana! Ave Maria! Advogada nossa na presença do Senhor!

Salve, Esposa Imaculada!

Sentindo o coração de dúvidas cercado Sofre o casto José a dor da suspeição: Conhecendo-Te Virgem mas Te vendo Mãe, Ouve o Espírito Santo e exclama de alegria:


Alleluia! Alleluia! Alleluia!
Ouviram os pastores o louvor dos Anjos À vinda do Senhor que se tornara humano; Ao seu Pastor correndo, viram-n’O Cordeiro Nos braços de Maria a quem assim cantaram:

Ave Maria! Mãe do Cordeiro e Mãe do Bom Pastor! Ave Maria! Redil que recebes as espirituais ovelhas! Ave Maria! Tu as proteges dos lobos devoradores! Ave Maria! És tu quem nos abre as portas do Paraíso! Ave Maria! Por ti o Céu exulta de harmonia com a terra! Ave Maria! Por ti os Anjos rejubilem convivendo com os homens! Ave Maria! Boca dos Apóstolos que jamais conheces o silêncio! Ave Maria! Incomparável Coragem dos vitoriosos Mártires! Ave Maria! Firmíssima coluna em que se apoia a nossa fé! Ave Maria! Radiosa manifestação da graça de Senhor! Ave Maria! Por ti o negro inferno é despojado das suas vítimas! Ave Maria! Por ti vestimos de novo a gloriosa claridade!

Salve, Esposa Imaculada!
Quando viram a Estrela por Deus dirigida, Os Magos a seguiram – rútila bandeira! A Luz os conduziu ao Rei omnipotente E aos pés do Inacessível cantaram em júbilo:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
Vendo o seu Criador, os Magos da Caldeia No regaço da Virgem o Senhor adoram! Em seu aspecto humano Lhe oferecem prendas E cantam de alegria à Bem-Aventurada:

Ave Maria! Mãe da Estrela que não tem ocaso! Ave Maria! Aurora do Dia de espiritual claridade! Ave Maria! Por quem foi extinto o clarão infernal! Ave Maria! Luz que nos revelas o mistério da Trindade! Ave Maria! Expulsaste do seu reino o Tirano dos homens! Ave Maria! Ostensório de Cristo Senhor, o Amigo dos homens! Ave Maria! Tu nos libertaste dos cultos do paganismo! Ave Maria! Tu nos libertaste das nossas vãs acções! Ave Maria! Tu fizeste desaparecer a adoração do fogo! Ave Maria! Tu em nós apaziguaste o fogo das paixões! Ave Maria! Guia que nos orienta para a sabedoria de Deus! Ave Maria! Exultante alegria de toda a humanidade!

Salve, Esposa Imaculada!
Arautos do Senhor, cumprindo as profecias, Regressaram os Magos para Babilónia: Anunciaram Cristo a todas as nações, Apenas não cantando Herodes-o-Tirano:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
E no Egipto, Senhor, brilhou Vossa Verdade E as trevas da mentira Vós as expulsastes: Seus ídolos tombaram frente à vossa Luz E o povo libertado a Virgem aclamou:

Ave Maria! Esperança dos homens e seu ressurgimento! Ave Maria! Desespero dos demónios e sua derrocada! Ave Maria! Os teus pés esmagaram a serpente enganadora! Ave Maria! Tu lançaste por terra a máscara dos ídolos! Ave Maria! Mar onde foi engolido o Faraó diabólico! Ave Maria! Rochedo que dais água aos que têm sede da vida! Ave Maria! Coluna de fogo que nos orientas nas trevas! Ave Maria! Muralha abrigo do mundo, mais vasta que o firmamento! Ave Maria! Vaso contendo o maná, nosso pão celestial! Ave Maria! Serva que nos preparas as sacrossantas delícias! Ave Maria! Inefável paraíso da Terra Prometida! Ave Maria! Ó Terra da Promessa onde correm o leite e o mel!


Salve, Esposa Imaculada!

Estando Simeão no termo dos seus dias, Em forma de criança viram-Te os seus olhos: Em ti reconheceu a perfeição divina E Te aclamou – ó Sapiência Inacessível:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
O Eterno Criador fez nova a Criação Mostrando-se criança às suas criaturas: Imaculado ventre O gera sem o sémen E por tal maravilha, Mãe-Virgem, Te cantamos:

Ave Maria! Botão do qual floresce a vida que não tem fim! Ave Maria! Preciosa coroa da excelsa castidade! Ave Maria! Imagem fulgurante da Ressurreição! Ave Maria! Só Tu és igual à condição dos Anjos! Ave Maria! Árvore de luminosos frutos, alimento dos fiéis! Ave Maria! Árvore de frondosa frescura, abrigo de multidões! Ave Maria! Do Teu seio foi nascido o Salvador dos errantes! Ave Maria! Tu deste aos pobres cativos um libertador! Ave Maria! Advogada que nos defende diante do Juiz equitativo! Ave Maria! És a reconciliação de tantos pecadores! Ave Maria! Manto que revestes os despidos pela desgraça! Ave Maria! Ternura que ultrapassas todos os gestos de amor!

Salve, Esposa Imaculada!
Perante a maravilha deste nascimento Levantemos ao Céu os nossos corações: Homem humilde, o excelso Deus à terra veio Chamar para as alturas quantos O louvarem:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
Sem ter deixado os Céus, o transcendente Verbo Por divina vontade em corpo humano incarna, Deixando inviolado o corpo virginal Da Mãe por Si eleita, Aquela que aclamamos:

Ave Maria! Tabernáculo d’Aquele que os espaços não encerram! Ave Maria! Pórtico de entrada para o insondável mistério! Ave Maria! Estranha notícia que os descrentes não entendem! Ave Maria! Ó evidente glória para aqueles que acreditam! Ave Maria! Carro triunfal de Deus transportado pelos Querubins! Ave Maria! Trono glorioso de Deus transportado pelos Serafins! Ave Maria! Tu levas à unidade o que se encontra disperso! Ave Maria! Em Ti a virgindade tornou-se maternal! Ave Maria! Tu desprendes os laços que nos ligam à morte! Ave Maria! Por Ti o paraíso é de novo aberto! Ave Maria! És a porta do Céu, a chave do Reino de Cristo! Ave Maria! És o penhor de esperança da felicidade eterna!

Salve, Esposa Imaculada!
Assombraram-se os Anjos face à Incarnação Ao ver o Inacessível tão ao pé dos homens! Com os mortais humanos conversava Deus E deles recebia a sua aclamação:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
Os grandes oradores, como peixes mudos, Ao falarem de Ti – ó Mãe de Deus – ignoram Como é que foste Mãe guardando a virgindade, Admirável mistério por que Te louvamos:

Ave Maria! Vaso da admirável sabedoria de Deus! Ave Maria! Tu guardas o tesouro da providência divina! Ave Maria! Diante de Ti os sábios são simples ignorantes! Ave Maria! Diante de Ti os Mestres revelam-se insensatos! Ave Maria! Diante de Ti os inventores do mal sentem-se confundidos! Ave Maria! Diante de Ti desaparecem os contadores de mitos! Ave Maria! Tu rasgas as armadilhas dos pensadores de Atenas! Ave Maria! És Tu quem enche as redes aos pescadores de homens! Ave Maria! És Tu quem nos afasta dos abismos da ignorância! Ave Maria! És Tu quem nos dá a luz da verdadeira ciência! Ave Maria! Navio que nos salva das furiosas ondas! Ave Maria! Porto de paz para os navegantes!

Salve, Esposa Imaculada!
Para salvar o mundo, por vontade Sua, O Criador Se faz dos homens o Pastor! Homem igual a nós, de Deus faz-Se Cordeiro; A Si igual nos faz – por isso Lhe cantamos:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
Ó Virgem Mãe de Deus, das virgens fortaleza, Muralha que proteges os que em Ti se abrigam: Vestiu-Te o Criador da máxima beleza Para habitar teu seio e para Te cantarmos:

Ave Maria! Coluna de inocência e de virgindade! Ave Maria! Porta da Salvação e da redenção dos homens! Ave Maria! A nova criação em Ti foi começada! Ave Maria! Mensageira que trazes a divina caridade! Ave Maria! Trouxestes a liberdade aos nascidos no pecado! Ave Maria! Acendestes a luz nos corações perdidos! Ave Maria! Aos Teus pés esmagaste a serpente da corrupção! Ave Maria! Destes à luz o Cordeiro da imaculada pureza! Ave Maria! O Teu leito de núpcias é leito de castidade! Ave Maria! És a íntima união dos fiéis com o Senhor! Ave Maria! És o sustente das virgens, o alimento dos castos! Ave Maria! Vestes as nossas almas para as núpcias do Cordeiro!

Salve, Esposa Imaculada!
Não chegam nossos hinos para Vos louvarem – Senhor – os vossos actos de misericórdia! Como a areia do mar fossem tão incontáveis, Não seriam bastantes para Vos cantar:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
Fogo resplandecente em mais escura noite, Um místico farol a Virgem nos acende: Guia que nos conduz à celestial Ciência, Louvamos seu fulgor num cântico de júbilo:

Ave Maria! Claridade que anuncia o Sol do Povo de Deus! Ave Maria! Fulgurante clarão da Luz que não tem ocaso! Ave Maria! Deslumbrante fulgor que acende os nossos corações! Ave Maria! Tempestade cujos raios atingem o cruel Inimigo! Ave Maria! Mensageira que és portadora do sacrossanto Fogo! Ave Maria! Estuário que recebes um rio de águas abundantes! Ave Maria! Imagem viva e santa da nascente do Baptismo! Ave Maria! Tu lavas as nossas almas das manchas do pecado! Ave Maria! Vaso em que se purifica a nossa consciência! Ave Maria! Cálice que derramas a alegria e a vida! Ave Maria! Perfume que nos envolve de espiritual suavidade! Ave Maria! Luz viva que foste acesa no celestial banquete!

Salve, Esposa Imaculada!
A nós, seus devedores, o perdão concede E ao nosso encontro vem o Deus de quem fugimos! Perdoa a culpa humana e as dívidas esquece! Da humanidade inteira escute a aclamação:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
O Teu parto exaltamos em louvor eterno, Ó Santa Mãe de Deus, seu verdadeiro Templo! O Altíssimo Senhor Te fez Sua Morada: Nós Te glorificamos, nós Te bendizemos:

Ave Maria! Sagrada Tenda onde vive o Verbo Filho de Deus! Ave Maria! És mais que o Santo dos Santos, no Templo de Jerusalém! Ave Maria! Arca revestida a ouro pelo Espírito de Deus! Ave Maria! Tesouro inesgotável do qual a Vida emana! Ave Maria! Precioso diadema dos príncipes cristãos! Ave Maria! Ó venerável glória dos santos sacerdotes! Ave Maria! Ó inexpugnável torre da Santa Igreja de Deus! Ave Maria! Ó inabalável defesa de todo o povo cristão! Ave Maria! Por Ti nós exultamos erguendo estandartes! Ave Maria! Por Ti foi derrotado o Inimigo da humanidade! Ave Maria! Remédio para os corpos e salvação das almas!

Salve, Esposa Imaculada!
Virgem e Mãe, digníssima de ser louvada, O Verbo deste à luz, dos santos o Santíssimo! Protege de futuras penas e desgraças O Povo que Te exalta em cântico de júbilo:

Alleluia! Alleluia! Alleluia!
Neste dia da Imaculada Conceição da Virgem Maria, rezemos à Santíssima Virgem, Rainha de Portugal, pelo nosso país, pela conversão dos pecadores e pela exaltação da Santa Igreja:
O Maria sine labe originali concepta, ora pro nobis qui confugimus ad te!
Akathistos - Cantado de pé para a Nossa Mãe do Céu Akathistos - Cantado de pé para a Nossa Mãe do Céu Reviewed by Francisco Nascimento on 05:11 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.