A calma tempestade da Divina Misericórdia

No Domingo da Divina Misericórdia, os Céus abrem-se e a misericórdia de Deus chove sobre toda a humanidade. É a chuva calma e serena do amor de Deus por nós. Não há relâmpagos. Oiçam as palavras de Cristo a Santa Faustina:

«Na Antiga Aliança enviei profetas com relâmpagos ao Meu povo. Hoje envio a Minha misericórdia às pessoas do mundo inteiro. Não quero castigar a humanidade sofredora, mas quero curá-la, empurrando-a para o Meu coração misericordioso. Uso o castigo quando eles me forçam a Mim a fazê-lo; a Minha mão está relutante em pegar na espada da justiça. Antes do Dia da Justiça, envio o Dia da Misericórdia.» (n. 1588)
Jesus Cristo quer curar a "humanidade sofredora". Ainda tenho dificuldade em compreender a Divina Misericórdia de Deus. Como é que um Deus tão santo deseja empurrar os pecadores para o Seu coração misericordioso? No entanto Ele fá-lo e isto revela o quão pouco conhecemos a Deus.

Se leram alguma coisa do Diário de Santa Faustina e das mensagens que Cristo lhe dá, uma coisa se destaca: O Inferno é real e Cristo não quer que nós vamos para lá.

Aqui estão as palavras de Santa Faustina sobre este assunto:
«Mas eu reparei numa coisa: que a maior parte das almas que lá estão são aquelas que não acreditavam que havia inferno. Quando voltei a mim, dificilmente me conseguia recuperar do pavor. Quão terrivelmente sofrem lá as almas! Consequentemente rezo com ainda mais fervor pela conversão dos pecadores. Incessantemente peço a misericórdia de Deus sobre eles. Ó meu Jesus, preferia estar em agonia até ao fim do mundo, entre os maiores sofrimentos, do que ofender-Te pelo menor pecado.» (n. 741)
Ao contrário de versões doces e sentimentais do Cristianismo, o seu Diário não ensina que Deus tolera o mal e vai receber todos no Céu, independentemente de se morreram com fé, esperança e caridade para com Deus e o próximo. Não, o Inferno é uma possibilidade para todos aqueles que vivem na Terra. No entanto, a Divina Misericórdia de Cristo está sempre pronta a salvar e a redimir almas. Pode-se portanto dizer que a Divina Misericórdia está relacionada com a poderosa mediação de Cristo - e não com o universalismo.

Se alguém não acredita no Inferno, então a Divina Misericórdia não significa nada para essa pessoa. No entanto, se acreditarem nos fogos da Geena e nos fogos do Purgatório, a promessa da Divina Misericórdia é a maior consolação. Em particular, a festa de hoje da Oitava Pascal, é especialmente consoladora.

A chuva da misericórdia de Deus cai abundantemente sobre a Terra. Como crianças, brinquemos à chuva e a bebamos dela. Toda a vida espiritual vem da realidade que glorificamos neste Domingo. 

Aprendam a rezar o Terço da Divina Misericórdia clicando aqui: Terço da Misericórdia

Taylor Marshall
A calma tempestade da Divina Misericórdia A calma tempestade da Divina Misericórdia Reviewed by Francisco Nascimento on 10:54 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.