Quando possuir significa ser possuído

Tal como sem o tecto a construção do edifício não está terminada, também sem Jesus — e sem o Seu Evangelho — a antiga Lei não está concluída.
O problema é que aquele homem resolveu estacionar no antigo. Diz o texto sagrado que, perante a proposta de Jesus, ficou pesaroso e «retirou-se entristecido» (Mc 10, 22). Porquê? Porque tinha «muitos bens». Ou, como especificam algumas traduções, porque tinha «muitas propriedades» (Mc 10, 22).

  1. Como acontece a tantos de nós, aquele homem sofria de «apraxia». A «apraxia» é uma desordem neurológica que provoca uma perda da capacidade de executar movimentos que conduziriam a um determinado objectivo. Aquele homem estava tolhido pela posse. Estava mais habituado a conjugar o verbo «possuir» do que o verbo «repartir».
A bem dizer, ele era servo daquilo que o devia servir. Em vez de ser ele o senhor dos bens, os bens é que eram senhores dele. Em lugar de ser dono das suas propriedades, as suas propriedades é que eram donas dele. Ou seja, não era dono; estava dominado. Não possuía; estava (totalmente) possuído.


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.
Quando possuir significa ser possuído Quando possuir significa ser possuído Reviewed by Francisco Nascimento on 03:31 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.