Amã pede o aniquilamento de todos os judeus

Quando Mardoqueu soube o que se tinha passado, rasgou suas vestes e cobriu-se de vestes de penitência, derramando cinzas sobre a própria cabeça. E clamava no meio da praça da cidade, enchendo-a com gritos de amargura. 2Deste modo chegou até à porta do palácio real, que ninguém podia transpor vestido de vestes de penitência. 3E em todas as províncias, em toda a parte aonde chegou o decreto do rei e sua ordem, havia grande desolação entre os judeus, os quais jejuaram, choraram e fizeram lamentações; e muitos se deitaram sobre cinza, vestidos de vestes de penitência. 
As servas e os eunucos de Ester vieram contar-lhe o que se passava. A rainha ficou profundamente consternada. Mandou roupas para que Mardoqueu se vestisse e despisse as vestes de penitência de que estava coberto. Mas ele não as aceitou. 5Então Ester chamou Atac, um dos eunucos que o rei pusera a seu serviço, e enviou-o a Mardoqueu, para saber o que estava acontecendo e qual era o motivo do seu comportamento. 6Atac foi ter com Mardoqueu, que estava na praça da cidade, diante da porta do palácio do rei. 7E Mardoqueu contou-lhe tudo o que tinha acontecido, e a soma que Amã prometera recolher no tesouro real em troca do extermínio dos judeus. 8Deu-lhe também uma cópia do decreto ordenando o seu extermínio, que estava afixado em Susa, para que a mostrasse à rainha, e para exortá-la a que fosse apresentar-se ao rei e intercedesse pelo povo. 8aQue lhe dissesse: “Lembra-te de quando eras pequenina e eu te dava de comer com minhas próprias mãos. O vice-rei Amã pediu a nossa morte. Invoca o Senhor, fala ao rei em nosso favor, livra-nos da morte”. 
Atac voltou e transmitiu a Ester tudo o que Mardoqueu dissera. 10Mas a rainha encarregou Atac de lhe responder: 11“Todos os servos do rei e todas as províncias que estão debaixo do seu domínio sabem que, por decreto real, qualquer homem ou mulher que se apresente ao rei no pátio interior do palácio, sem ter sido chamado, é réu de morte; a não ser que o rei lhe estenda o seu cetro de ouro, para que possa viver. Há trinta dias que eu não fui convidada para me aproximar do rei”. 12Estas palavras de Ester foram transmitidas a Mardoqueu, 13que lhe mandou responder: “Não imagines que, por estares no palácio, serás a única a escapar dentre todos os judeus. 14Pelo contrário, se te obstinares a calar agora, de outro lugar se levantará para os judeus a salvação e a libertação, mas tu e a casa de teu pai perecereis. E quem sabe senão terá sido em previsão de uma circunstância como esta que foste elevada à realeza?” 
15 Então Ester mandou dizer a Mardoqueu: 16“Vai reunir todos os judeus que vivem em Susa e jejuai por mim. Não comais nem bebais, por três dias e três noites, e eu e minhas servas também jejuaremos”. 17Mardoqueu retirou-se e executou as instruções de Ester.


Do Livro de Ester 4,1-8.8a.9-17
Amã pede o aniquilamento de todos os judeus Amã pede o aniquilamento de todos os judeus Reviewed by Francisco Nascimento on 10:59 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.