Visão sobre a restauração do templo e de Israel

40,1 No vigésimo quinto ano de nosso cativeiro, no princípio do ano, no dia dez do mês, catorze anos após a queda da cidade, nesse mesmo dia a mão do Senhor esteve sobre mim, e ele me levou para lá. 2 Ele levou-me em visão divina ao país de Israel e deixou-me sobre um monte muito alto, no qual, a sul, havia como que edifícios de uma cidade. 3 Para lá ele me levou. E ali vi um homem cujo aspecto era o do bronze. Estava junto à porta e tinha na mão uma corda de linho e uma cana de medir. 4 E o homem me falou: "Filho do homem, olha bem e escuta atentamente! Presta bem atenção a tudo que eu te mostrar, pois foste trazido para cá, a fim de que eu te mostrasse. Conta à casa de Israel tudo o que vires".

43,1 0 homem conduziu-me até a porta da casa do Senhor que dá para o nascente, 2e eu vi a glória do Deus de Israel, vinda do oriente; um ruído a acompanhava, semelhante ao ruído de águas caudalosas, e a terra brilhava com a sua glória. 3 A visão era idêntica à visão que tive quando ele veio destruir a cidade, bem como à visão que tive junto ao rio Cobar; e eu caí com o rosto no chão.

4 A glória do Senhor entrou no Templo pela porta que dá para o nascente. 5 Então o espírito raptou-me e me levou para dentro do pátio interno e eu vi que o Templo ficou cheio da glória do Senhor. 6 Ouvi alguém falando-me de dentro do Templo, enquanto o homem esteve de pé junto a mim. 7 Ele me disse: "Filho do homem, este é o lugar do meu trono, é o lugar em que coloco a planta dos meus pés, o lugar onde habitarei para sempre no meio dos israelitas; a casa de Israel e seus reis não tomarão a manchar o meu santo nome com suas prostituições, nem com os cadáveres de seus reis mortos. 8 Quando eles puseram sua porta junto à minha e seus gonzos ao lado dos meus, com uma simples parede entre mim e eles, mancharam o meu santo nome com suas práticas detestáveis. Por isso eu os consumi com minha ira. 9 Agora, porém, deverão manter afastadas de mim suas prostituições e os cadáveres de seus reis, de modo que eu possa morar no meio deles para sempre.

10 Quanto a ti, filho do homem, descreve à casa de Israel a planta do Templo, para que se envergonhem de sua culpa. Ao medirem a planta, 11talvez se envergonhem de tudo o que fizeram. Faze-lhes conhecer a forma do Templo, sua disposição, suas saídas e entradas, sua organização, suas leis e determinações. Escreve tudo diante deles, para que observem todas as leis e determinações e as executem. 12 Esta é a lei do Templo no cimo da montanha: Toda a área que o cerca é um lugar santíssimo. Esta é a lei do Templo".

44,6 Dirás a esses rebeldes, à casa de Israel: Assim diz o Senhor Deus: Já bastam tantas práticas detestáveis, ó casa de Israel! 7 Introduzistes estrangeiros, incircuncisos no coração e na carne, para ficarem no meu santuário e o profanarem, quando me oferecíeis como alimento gordura e sangue. Rompestes, assim, minha aliança com todas as vossas práticas detestáveis. 8 Em vez de vos ocupantes vós mesmos do serviço das minhas coisas santas, estabelecesses a eles para cuidar do meu serviço no santuário. 9 Assim diz o Senhor Deus: Nenhum estrangeiro, incircunciso no coração ou na carne, dos que vivem no meio dos israelitas, poderá entrar no meu santuário".


Do Livro do Profeta Ezequiel             40,1-4; 43,1-12; 44,6-9
Visão sobre a restauração do templo e de Israel Visão sobre a restauração do templo e de Israel Reviewed by Francisco Nascimento on 06:55 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.