Homilia: XXV Domingo do Tempo Comum - Ano B

São Máximo de Turim
Sermão 48
Pela humildade se chega ao Reino; pela simplicidade se entra no céu

Se escutastes com atenção a leitura evangélica podereis compreender o respeito que se deve aos ministros e sacerdotes de Deus e a humildade com que os próprios clérigos devem prevenir-se uns aos outros. De fato, tendo os seus discípulos perguntado ao Senhor quem deles seria o maior no Reino dos céus, aproximando a uma criança, a colocou no meio deles e lhes disse: Aquele que se fizer pequeno como esta criança, esse será o maior no Reino dos céus. De onde deduzimos que pela humildade se chega ao Reino, pela simplicidade se entra no céu.
Portanto, quem deseje escalar o cume da divindade empenhe-se por alcançar os abismos da humildade; quem deseje preceder ao seu irmão no Reino, deve antes antecipar-se no amor, como diz o Apóstolo: Estimando aos demais mais do que a si mesmo. Supere-se na afabilidade, para poder vencer-lhe em santidade. Pois se o irmão não te ofendeu é credor ao dom de teu amor; e se talvez tiver te ofendido, é ainda mais credor à dádiva de tua superação. Esta é realmente a quintessência do cristianismo: devolver amor por amor e responder com a paciência a quem nos ofende.
Assim, quem for mais paciente em suportar as injúrias, mais potente será no Reino. Porque ao império dos céus não se chega mediante um título abonado pela faustuosidade das riquezas, mas mediante a humildade, a pobreza, a mansidão. Quão estreita é a porta e quão apertado o caminho que conduz à vida! Em consequência, quem estiver rompante de honras e carregado de ouro, qual jumento sobrecarregado, não conseguirá passar pelo apertado caminho do Reino. E no preciso momento em que acreditar ter chegado à porta estreita, ao não dar espaço a sua carga, lhe impedirá de entrar e lhe obrigará a retroceder. A porta do céu é para o rico tão apertada como estreita é ao camelo o furo de uma agulha. É mais fácil um camelo passar pelo furo de uma agulha que um rico entrar no Reino dos céus.


Fonte: Lecionário Patrístico Dominical, pp. 470-471.
Homilia: XXV Domingo do Tempo Comum - Ano B Homilia: XXV Domingo do Tempo Comum - Ano B Reviewed by Francisco Nascimento on 20:08 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.