Crismados por Cristo

Jesus é aquele que age, é aquele que sempre age, é aquele que bem age. Jesus é aquele que andou de lugar em lugar a fazer o bem (cf. At 10, 38). É por isso que crer em Jesus implica procurar agir como Jesus. A profissão de fé não pode esgotar-se nos lábios. A profissão de fé tem de escorrer sempre pela vida, por cada momento da nossa vida.
A descoberta do Messias vem até nós pelos lábios de Pedro: «Tu és o Messias» (Mc 8, 29). Sobre Jesus, não basta repetir o que os outros dizem. Já naquele tempo, havia quem dissesse que Jesus era uma espécie de reencarnação de João Batista, de Elias ou de algum profeta (cf. Mc 8, 28). Mas Jesus não é a mera continuidade do passado. Jesus é a transformação de toda a nossa vida. O futuro não é só o que vem depois. Há-de ser o que vem de novo.

  1. É preciso que cada um faça a experiência de Jesus. Como Jesus é o ungido do Pai, é necessário que cada um de nós seja ungido por Cristo. Cristo significa precisamente «ungido» O mesmo acontece, aliás, com a palavra «crisma». Deste modo, ser crismado é ser cristificado, é tornar-se um com Cristo. E crismados somos, desde logo, no Batismo. Pelo que crismados nos devemos mostrar em cada dia da nossa vida, em cada gesto do nosso existir.
Para que não subsistam dúvidas, Jesus esclarece Pedro sobre o que implica ser Messias, ser ungido, ser Cristo. A missão de Jesus só pode ser entendida à luz da Cruz, isto é, como dom da vida aos homens, por amor. Dizer que Jesus é o Messias — ou Cristo — significa dizer que Ele é o libertador esperado, para libertar o seu Povo e para lhe oferecer a salvação definitiva.


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.
Crismados por Cristo Crismados por Cristo Reviewed by Francisco Nascimento on 05:34 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.