A Igreja não é um clube nem um partido

    1. É certo que a porta é estreita (cf. Mt 7, 14), mas não é verdade que esteja fechada. A porta da fé está sempre aberta (cf. Act 14, 27) e não só para alguns; a porta da fé está aberta para todos. Jesus é o caminho que nos conduz até essa porta e é a chave que nos permite abrir essa porta. É por isso que não podemos fechar o que Jesus abriu.

  1. Jesus fundou uma Igreja, não fundou um clube ou um partido. A Sua casa não é só para alguns. Todos têm lugar na Igreja. As suas dimensões são as dimensões do universo. A Igreja não é para tudo, mas é para todos: é para todos os que queiram entrar.

    1. Neste Domingo, a Primeira Leitura ensina que o Espírito de Deus sopra onde quer — e sobre quem quer — não estando limitado por obstáculos de qualquer espécie: nem por interesses pessoais nem por privilégios de grupo. É por isso que o verdadeiro crente é aquele que, como Moisés, reconhece a presença de Deus nos gestos proféticos que vê acontecer à sua volta.
    No Evangelho, Jesus ajuda os discípulos a situarem-se no espírito do Reino. Nesse sentido, convida-os a constituírem uma comunidade que, sem arrogância, procure acolher e apoiar todos aqueles que trabalham em favor dos outros. Por sua vez, a Segunda Leitura incita os cristãos a não colocarem a sua confiança e a sua esperança nos bens materiais, pois são valores transitórios, incapazes de assegurar a vida plena para o homem.

Frei Francisco Bezerra do Nascimento

Frei 
A Igreja não é um clube nem um partido A Igreja não é um clube nem um partido Reviewed by Francisco Nascimento on 04:28 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.