A Igreja não é cabeça de Cristo, Cristo é que é a cabeça da Igreja

Na Primeira Leitura, Josué convida as tribos de Israel, reunidas em Siquém, a escolherem entre «servir o Senhor» e servir entidades vistas como deuses. O Povo assume que quer «servir o Senhor». A história da libertação do Egipto mostra como só Deus é capaz de proporcionar ao seu Povo a vida, a liberdade, o bem-estar e a paz. Por sua vez, o Evangelho coloca à nossa frente dois grupos de discípulos, com opções distintas. Um grupo está preso pela lógica do mundo e prensado pelos bens materiais, pelo poder e pela ambição. O outro grupo mostra-se disponível para seguir Jesus, sabendo que só Jesus tem palavras de vida eterna (cf. Jo 6, 68).
Na Segunda Leitura, São Paulo garante que a opção por Cristo tem consequências até na vida familiar. A família tem de ser como que a primeira Igreja, a Igreja doméstica. Com a sua união, com a sua comunhão de vida, com o seu amor, a família cristã é chamada a ser sinal — e poderoso reflexo — da união de Cristo com a Sua Igreja. Esta união de Cristo com a Igreja assenta numa base muito sólida. É Cristo que conduz a Igreja, não é a Igreja que conduz Cristo. Cristo é a cabeça da Igreja, não é a Igreja que é a cabeça de Cristo.

  1. O primeiro grupo de discípulos configura uma Igreja que se arroga o direito de se sobrepor a Cristo. Hoje, esta presunção mantém-se: pela contestação da verdade, pela distorção da mensagem e pela dissidência. Também hoje são muitos os que se afastam (cf. Jo 6, 66). O problema é que pode acontecer que muitos se afastem mesmo quando se mantêm dentro. Ou seja, mantêm-se dentro da estrutura da Igreja, mas afastam-se de Jesus. Fará algum sentido estar na Igreja sem estar com Jesus? É preciso perceber que a Igreja é o corpo de Jesus. Sem Jesus, a Igreja é um corpo decapitado, um corpo sem cabeça.
Cuidado, pois, com esta dissidência interna. Não podemos desfigurar Jesus Cristo. Ser cristão tem de ser apenas — e sempre — seguir Jesus Cristo, viver segundo Jesus Cristo. Um Cristianismo sem pão não sobrevive. Uma Igreja sem Eucaristia desfalece. Não se pode ser cristão sem Eucaristia.


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.
A Igreja não é cabeça de Cristo, Cristo é que é a cabeça da Igreja A Igreja não é cabeça de Cristo, Cristo é que é a cabeça da Igreja Reviewed by Francisco Nascimento on 06:20 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.