NINGUÉM FICA SEM RESPOSTA


Há um pormenor curioso a ligar estes dois episódios: o número 12. A mulher tinha hemorragias há 12 anos e a menina morrera quando tinha 12 anos, isto é, a idade em que se devia tornar mulher. Para o povo de Israel, o percurso destas duas mulheres era sinal de um fracasso. Uma, ao perder o seu sangue, estava a perder o princípio de vida. A outra perdia a vida, precisamente na idade em que se preparava para a transmitir. De facto, era tradição em Israel casar-se muito cedo. Jesus, ao curar as duas mulheres, permite-lhes, assim, assumir a sua vocação de mães.

Assim sendo, estas duas mulheres representam a Igreja, na sua vocação maternal de dar — e de alimentar — a vida em Cristo. Se repararmos, existem neste texto alusões aos santos mistérios da Igreja: Jairo pede a Jesus para impor as mãos, a fim de salvar a sua filha (cf. Mc 5, 23). Como sabemos, toda a preparação para o Baptismo está sinalizada pela imposição das mãos. Por sua vez, ao levantar a jovem, Jesus toma-a pela mão (cf. Mc 5, 41). Também o diácono fazia sair da água o batizado, tomando-o pela mão, para que fosse despertado para a vida em Deus. Em seguida, Jesus pede que se dê de comer a esta jovem ressuscitada da morte (cf. Mc 5, 43). Trata-se de uma referência à Eucaristia que se segue ao Baptismo.

Deixemo-nos guiar sempre pela fé. Abramos o coração a Jesus e não tenhamos medo de tocar Jesus. Às vezes, é preciso suplicar como Jairo. Outras vezes, é preferível não dizer nada como a mulher com hemorragias. Em qualquer caso, o importante é confiar naquele que veio para nos levantar, para nos curar, enfim, para nos salvar.

Ninguém fica sem resposta. A Jesus Cristo, nada passa despercebido. Cada um de nós tem um lugar reservado no Seu coração!


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

NINGUÉM FICA SEM RESPOSTA  NINGUÉM FICA SEM RESPOSTA Reviewed by Francisco Nascimento on 02:49 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.