ESPÍRITO SANTO DE DEUS


A bem-aventurada Trindade, incomutável divindade, é una em substância. Indivisa nas ações, solidária na vontade, idêntica em onipotência, igual em glória. Essa misericordiosa Trindade dividiu entre si a obra de nossa redenção, de sorte que o Pai aceitou a propiciação, o Filho tornou-se a propiciação, o Espírito Santo inflamou-nos com seu amor.
O Espírito Santo não entra pelos olhos porque não tem cor, nem pelos ouvidos porque não produz som, nem pelas narinas porque não é ar e não se mistura com ele, nem pela boca porque não é comida ou bebida, nem pelo tato porque não é palpável. Se me perguntarem como percebo sua presença, já que seus caminhos são insondáveis, direi que é pelo temor que sinto em meu coração. Foi pela fuga do vício que notei a força de sua virtude. Foi abrindo olhos e examinando que admirei a profundidade de sua sabedoria. Foi corrigindo meus costumes que senti a bondade da sua doçura. Foi pela reforma e renovação da minha alma que percebi, tanto quanto me foi possível, o esplendor da sua beleza. Foi vendo todas essas maravilhas ao mesmo tempo que me impressionei com sua infinita magnitude.
Recebemos o Espírito Santo através: Pomba, Nuvem, Sopro, Fogo e língua. Da primeira vez mostrou-se como pomba, porque a pomba geme em vez de cantar, não tem fel, esconde-se nas fendas dos rochedos. Ora, o Espírito Santo ao penetrar nas pessoas faz com que elas gemam por seus pecados, de acordo com Is 59. ELE HABITA NAS FENDAS DOS ROCHEDOS, ISTO É, NAS CHAGAS DE CRISTO.
Quando se experimenta o Espírito, toda carne torna-se insípida. O Espírito Santo arrefece os ardores do vício, por isso foi dito a Maria: “O Espírito Santo virá sobre ti e a virtude do Altíssimo a cobrirá com sua sombra”.
A graça do Espírito Santo não conhece obstáculos e não tarda.
Do Espírito Santo vem à perfeição da lei, a recompensa eterna e a remissão dos pecados.
A Lei foi dada no monte sinai, o Espírito Santo desceu no monte Sião. A Lei foi dada no pico de uma montanha, o Espírito Santo em um cenáculo. Disso resulta que o Espírito Santo é a perfeição da Lei, porque a plenitude da Lei é o amor.
O Espírito Santo foi enviado aos apóstolos três vezes, antes da Paixão, depois da Ressurreição e depois da Ascensão. A primeira vez para lhes permitir fazer milagres, a segunda para remir pecados, a terceira para fortalecer seus corações.
É tamanha a graça do Espírito Santo, que se ele encontra tristeza, dissipa-a, se encontra maus desejos, consome-os, se encontra medo, expulsa-o.
Aquele que beber do rio do Paraíso, do qual cada gota é maior do que o oceano estará saciado da sede deste mundo.
O Espírito Santo veio em línguas de fogo para dizer palavras de fogo nas línguas de todos os povos, e para, como línguas de fogo, pregar uma lei de fogo.
O Espírito proporciona o Dom do temor para humilhar o orgulho, pelo da piedade abranda a dureza, pelo da ciência ilumina a escuridão, pelo do conselho restringe a futilidade, pelo da força compensa a fraqueza, pelo da inteligência clareia o metal atingido pela ferrugem, pelo da sabedoria tende para o alto.
O Espírito Santo queima os pecados, purga os corações, expulsa o frio e ilumina a ignorância.
Nunca o amor a Deus é ocioso. Se existe, realiza maravilhas. Se descuida das boas obras, não é amor.
Quem está repleto do Espírito Santo não se anima pelo amor às coisas terrestres e tem grande apego pelas coisas celestes e espirituais, não gosta mais das coisas carnais de maneira carnal, mas dá preferencia às coisas espirituais de maneira espiritual.
O Espírito Santo é chamado consolador porque aqueles que gemem por ter cometido pecado são preparados por ele à esperança do perdão, afastando de suas almas as aflições da tristeza.


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

ESPÍRITO SANTO DE DEUS ESPÍRITO SANTO DE DEUS Reviewed by Francisco Nascimento on 10:01 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.