LEVEMOS O EVANGELHO DE JESUS E ANUNCIEMOS O JESUS DO EVANGELHO


Com fina ironia — mas não pouca pertinência —, Rainer Maria Rilke considerava mais prósperas as associações que «não sabem o que fazer». De facto, o nosso problema pode não estar só no que não sabemos; pode estar também no que presumimos saber. A nossa tendência é — quase instintivamente — para agir em função do tempo em que vivemos e dos ambientes em que nos encontramos. Não deveria ser nossa prioridade agir em nome do Jesus que nos envia e do Evangelho que levamos?

É normal que procuremos conhecer a nossa época bem como as pessoas que nela vivem. Mas não será urgente propor-lhes que façam a experiência de Deus a partir do Evangelho de Jesus? Dá a impressão de que nos acomodamos mais às circunstâncias do presente do que à força das origens. Parece que nos vamos resignando à realidade em vez de nos lançarmos à missão difícil (mas não impossível) de «fazer discípulos» (cf. Mt 28, 19).

É importante, sem dúvida, saber onde se está. Mas não será igualmente necessário saber de onde se vem? É bom não esquecer que o nosso ser cristão provém do imperativo de fazer discípulos. É um imperativo que nunca prescreve, sendo válido até ao fim dos tempos. Nos tempos que correm, há um excesso de programação e um repetido défice de ousadia.
Em devido tempo, fomos avisados — entre outros, por Edgar Morin — de que cada progresso acarreta sempre algum retrocesso. Assim sendo, não terá chegado o momento de apurar os eventuais retrocessos provocados por tanto progresso? É indiscutível que fazemos muito. Mas será que temos avançado bastante?

Levemos o Evangelho de Jesus e anunciemos o Jesus do Evangelho. Não nos preocupemos com grandes ações laterais. Ocupemo-nos sempre com a aposta central: Jesus. Não nos esqueçamos de que o evangelizador também precisa de ser evangelizado. Neste sentido, empreendamos sempre um caminho de aprendizagem e de escuta. Disponhamo-nos a aprender com o Deus do Povo e a escutar o Povo de Deus. Nos nossos investimentos evangelizadores, não nos apresentemos munidos de certezas prévias ou com diagnósticos (supostamente) seguros. Abramos também um espaço à surpresa. E deixemos que, através de nós, Deus faça as Suas maravilhas!

Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

LEVEMOS O EVANGELHO DE JESUS E ANUNCIEMOS O JESUS DO EVANGELHO LEVEMOS O EVANGELHO DE JESUS E ANUNCIEMOS O JESUS DO EVANGELHO Reviewed by Francisco Nascimento on 07:50 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.