A ÚNICA COISA QUE NÃO SE PODE PERDER: TEMPO


Haverá quem pense não ter capacidade para a missão. Acontece que — como alertou Einstein — Deus não escolhe os capazes; capacita os escolhidos. A missão não se faz em nosso nome, mas em nome de Jesus. De um evangelizador não se requer capacidade, mas apenas — e sempre — disponibilidade. Não somos nós que missionamos; é Jesus que missiona em nós (cf. Gál 2, 20).
Tal como Jesus foi a transparência do Pai — «quem Me vê, vê o Pai» (Jo 14, 9) —, também o missionário é chamado a ser a transparência de Jesus. É Jesus, Ele mesmo, que está com todos aqueles que envia em missão. Quem os ouve a eles, ouve-O a Ele (cf. Lc 10, 16).

Por causa da missão, vale a pena estar disposto a perder tudo, exceto o tempo. Na missão, não há tempo a perder. A missão é urgente, é a coisa mais urgente. Como nos recorda Jo, «a nossa vida não passa de um sopro» (Jo 7, 7) e «os nossos dias fogem mais rápidos que a lançadeira no tear» (Jo 7, 5). Assim sendo, todo o tempo é escasso para anunciar o Evangelho.
Em relação ao Evangelho, poderá haver quem não o aceite, mas não deve haver quem não o anuncie. A nossa fraqueza está habitada pela força de Deus. Transportemos, pois, o Evangelho com os nossos lábios e sobretudo com o testemunho da nossa vida. Levemos a todos o Evangelho em forma de amor, em forma de solidariedade, em forma de justiça, em forma de paz. Onde estiver o Evangelho, estará sempre a acender-se a manhã de um tempo novo!


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

A ÚNICA COISA QUE NÃO SE PODE PERDER: TEMPO A ÚNICA COISA QUE NÃO SE PODE PERDER: TEMPO Reviewed by Francisco Nascimento on 01:39 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.