Toda a criação canta a glória de Deus

42,15 Vou agora recordar as obras do Senhor,
vou descrever aquilo que vi.
Pelas palavras do Senhor foram feitas as suas obras,
de acordo com a sua vontade realizou-se o seu julgamento.
16O sol brilhante contempla todas as coisas,
e a obra do Senhor está cheia da sua glória.
17Os santos do Senhor não são capazes
de descrever todas as suas maravilhas.
O Senhor todo-poderoso as confirmou,
para que tudo continuasse firme para a sua glória.
18Ele sonda o abismo e o coração,
e penetra em todas as suas astúcias.
19Pois o Altíssimo possui toda a ciência
e fixa o olhar nos sinais dos tempos;
Ele manifesta o passado e o futuro
e revela as coisas ocultas.
20Nenhum pensamento lhe escapa
e nenhuma palavra lhe fica escondida.
21Pôs em ordem as maravilhas da sua sabedoria,
pois só Ele existe antes dos séculos e para sempre.
22Nada lhe foi acrescentado, nada tirado,
e Ele não precisa de conselheiro algum.
23Como são desejáveis todas as suas obras,
brilhando como centelha que se pode contemplar.
24Tudo isso vive e permanece sempre,
e em todas as circunstâncias tudo lhe obedece.
25Todas as coisas existem aos pares, uma frente à outra,
e Ele nada fez de incompleto:
26uma coisa completa a bondade da outra.
Quem, pois, se fartará de contemplar a sua glória?
43,1 Formosura das alturas, firmamento de pureza,
eis o aspecto do céu numa visão de glória.
2O sol que aparece proclama, ao sair,
que coisa maravilhosa é a obra do Altíssimo!
3Ao meio-dia resseca a terra:
quem poderá resistir ao seu calor?
Se alguém acende a fornalha para os trabalhos a fogo
4o sol esquenta as montanhas três vezes mais:
exala vapores ardentes
e, dardejando seus raios, ofusca os olhos.
5É grande o Senhor que o fez
e que, com suas palavras, lhe acelera o curso.
6Também a lua, sempre pontual em suas fases,
indica as épocas e é um sinal do tempo.
7É a lua que assinala as festas,
diminuindo a claridade até desaparecer.
8É dela que o mês recebe o seu nome,
enquanto cresce maravilhosamente em suas mudanças.
9Ela é farol dos exércitos do alto,
rebrilhando no firmamento do céu.
10Beleza do céu é o brilho das estrelas,
ornamento que resplende nas alturas do Senhor.
11Às ordens do Santo ficarão, segundo o seu decreto,
sem jamais abandonarem seus postos de vigia.
12Olha o arco-íris e bendize quem o fez,
magnificamente belo em seu esplendor:
13ele envolve o céu com um círculo de glória,
e as mãos do Altíssimo o estendem.


Do Livro do Eclesiástico             42,15−43,13

Toda a criação canta a glória de Deus Toda a criação canta a glória de Deus Reviewed by Francisco Nascimento on 16:11 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.