QUE ESPAÇO DAMOS A DEUS?

Na peregrinação que faz pela interioridade humana, Deus não desiste. Deus persiste. Deus é persistente. Como aconteceu com Samuel, também junto de nós Deus chama uma vez, chama duas vezes, chama três vezes, enfim, chama-nos sempre. Nesta procura, não devemos ter medo de pedir ajuda e não devemos hesitar em oferecer ajuda. Samuel recorreu à ajuda de Eli e Eli não negou a sua ajuda a Samuel. Deus serve-Se do homem para chegar ao próprio homem.
Como notou Edward Schillebeeckx, «o homem é a palavra de que Deus Se serve para escrever a Sua história». De dia ou de noite, importa estar atento. Um crente não pode ter as portas fechadas. As portas de um crente têm de estar sempre abertas.

A história da salvação não está sobreposta à história da humanidade. A história da salvação acontece na história da humanidade. Como alertou Xavier Zubiri, nem sequer é preciso trazer Deus para dentro do homem porque Deus já lá está. É urgente acolher esta presença e escutar esta voz. O primeiro passo é, pois, deixar Deus falar: «Falai, Senhor, que o Vosso servo escuta» (1Sam 3, 9).
Hoje, as pessoas sentem necessidade de falar, mas não têm grande vontade de escutar. Como todos estão ocupados a falar, como há-de haver disponibilidade para escutar? Resultado: nunca se falou tanto, mas nunca se terá comunicado tão pouco.


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.
QUE ESPAÇO DAMOS A DEUS? QUE ESPAÇO DAMOS A DEUS? Reviewed by Francisco Nascimento on 05:03 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.