Maldição sobre os transgressores da aliança

Naqueles dias: 1Moisés convocou todo Israel e lhe disse: “Vós vistes tudo o que a vossos olhos o Senhor fez no Egito ao Faraó, a todos os seus servidores e a todo o seu país: 2as grandiosas provas que os vossos olhos viram, os grandes sinais e prodígios. 3Até hoje, porém, o Senhor não vos deu um coração que entenda, olhos que vejam e ouvidos que ouçam. 4Por quarenta anos, vos conduzi através do deserto, sem que vossas vestes envelhecessem pelo uso nem vosso calçado se gastasse em vossos pés. 5Não comestes pão nem bebestes vinho ou licor, para reconhecerdes que eu, o Senhor, sou vosso Deus.
9Vós todos estais hoje na presença do Senhor vosso Deus, os chefes, as tribos, os anciãos e os magistrados, todos os homens de Israel, 10crianças, mulheres e o estrangeiro que se acha dentro do acampamento, desde o lenhador até o carregador de água, 11para entrares na aliança do Senhor teu Deus, aliança e juramento que o Senhor teu Deus faz hoje contigo, 12para estabelecer-te hoje como seu povo e ele será teu Deus, segundo te prometera, jurando a teus pais, a Abraão, Isaac e Jacó.
13Mas não faço esta aliança e este juramento apenas convosco. 14Faço-o com todos, também com os que hoje estão conosco na presença do Senhor nosso Deus, como os que agora não estão aqui conosco. 15Sabemos como moramos no Egito e como passamos por entre os povos, por onde haveis passado. 16 Vós vistes as abominações e os ídolos de madeira e de pedra, prata e ouro que há entre eles. 17Não haja, pois, entre vós homens ou mulheres, família ou tribo, cujo coração se afaste hoje do Senhor nosso Deus, para ir servir os deuses destes povos. Não haja entre vós raça de gente que espalhe veneno e absinto; 18gente que, ao ouvir as palavras desta maldição, se bendiga em seu coração, dizendo: ‘Terei paz, mesmo que persista na dureza de meu coração’, de modo que o embriagado araste a quem tem sede. 19O Senhor não o perdoará mas se inflamará de cólera e ciúme contra ele e sobre ele cairão todas as maldições,escritas neste livro. O Senhor riscará seu nome debaixo do céu, 20e o separará dentre todas as tribos de Israel para entregá-lo à desventura, conforme as maldições desta aliança, escritas no livro desta Lei.
21As gerações vindouras, os filhos que depois de nós nascerem e os estrangeiros que vierem de terras longínquas, hão de dizer à vista das pragas e calamidades com que o Senhor castigará esta terra 22– terra de enxofre e sal, toda ela calcinada, onde nada se planta, nem germina, onde erva alguma cresce, cheia de escombros como Sodoma e Gomorra, Adama e Seboim, que o Senhor destruiu em seu furor – 23vendo isto dirão todos os povos: ‘Por que o Senhor tratou assim esta terra? Por que esta ira e tão grande furor?’ 24E se responderá: ‘Foi porque abandonaram a aliança do Senhor, o Deus de seus pais, que com eles fez quando os libertou do Egito, 25 e foram servir a deuses estranhos, prostrando-se diante deles, deuses que não conheciam nem lhes tinha dado. 26Acendeu-se, então, o furor do Senhor contra esta terra a ponto de lançar sobre ela todas as maldições que estão escritas neste livro. 27O Senhor os arrancou desta terra com cólera, com furor, com grande indignação e os atirou em outras terras, como se vê hoje’.
28As coisas ocultas pertencem ao Senhor nosso Deus, mas as reveladas são para nós e nossos filhos para sempre, a fim de praticarmos todas as palavras desta lei”.


Do Livro do Deuteronômio             29,1-5.9-28
Maldição sobre os transgressores da aliança Maldição sobre os transgressores da aliança Reviewed by Francisco Nascimento on 03:29 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.