EVANGELIZAR É — ESSENCIALMENTE —FELICITAR

A primeira notícia que Jesus traz de Deus é que «o tempo chegou ao seu termo e o Reino de Deus está próximo» (Mc 1, 15). Jesus é, Ele próprio, o tempo último, a plenitude dos tempos (cf. Gál 4, 4). É o tempo novo que suplanta o tempo antigo. É o tempo definitivo que dá sentido ao tempo breve. É o tempo permanente que leva à plenitude o tempo passageiro.
Por aqui se vê como Jesus nunca é um tempo esgotado até porque, em Si mesmo, Ele é inesgotável. Jesus é a última e plena notícia de Deus para o homem.

Em Jesus, temos todos os motivos para acreditar que, afinal, o melhor é possível. Se até a morte foi vencida, como não hão-de ser vencidos os problemas que nos vão surgindo na vida? A evangelização existe para assegurar a todo o ser humano que Deus o ama.
O mundo tem o direito de saber que Deus é o maior investidor na felicidade do homem. Ele apostou o melhor que tinha — o próprio Filho (cf. Jo 3, 16) — na felicidade de todos os homens. Evangelizar é, pois, felicitar, semear felicidade.


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.
EVANGELIZAR É — ESSENCIALMENTE —FELICITAR EVANGELIZAR É — ESSENCIALMENTE —FELICITAR Reviewed by Francisco Nascimento on 02:37 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.