A sabedoria na criação e na história de Israel

1bA Sabedoria faz o seu próprio elogio,
e em Deus será honrada
e no meio do seu povo, glorificada.
2Abre a boca na assembleia do Altíssimo
e se exalta diante do Poderoso.
3É glorificada no meio do seu povo,
é admirada na grande reunião dos santos.
4É louvada entre a multidão dos escolhidos,
é abençoada com os abençoados de Deus.
Ela disse:
5“Saí da boca do Altíssimo,
primogênita entre todas as criaturas.
6Eu fiz levantar no céu uma luz indefectível
e cobri toda a terra como que de uma nuvem.
7Habitava nas alturas do céu
e meu trono estava numa coluna de nuvens.
8Sozinha percorri a abóbada celeste
e penetrei nas profundezas dos abismos.
9Firmei o pé sobre as ondas do mar e toda a terra,
10e sobre todos os povos e nações
estendeu-se meu domínio.
11Tive sob os meus pés, com o meu poder sobre
os corações de todos, grandes e pequenos.
Entre todos eles procurei um lugar de repouso,
uma propriedade, onde pudesse estabelecer-me.
12Então o Criador do universo me deu suas ordens.
Aquele que me criou marcou o lugar da minha casa,
13e me disse: ‘Arma tua tenda em Jacó,
toma posse da tua herança em Israel
e no meio do meu povo finca raízes’.
14Desde o princípio, antes de todos os séculos,
Ele me criou, e nunca mais vou deixar de existir;
15na morada santa ofereci culto em sua presença,
assim coloquei minha casa em Sião,
repousei na Cidade santa,
e em Jerusalém está a sede do meu poder.
16Lancei raízes num povo glorioso,
no domínio do Senhor, na sua herança,
e fixei minha morada na assembléia dos santos.
17Cresci alto como o cedro no Líbano,
como o cipreste nas montanhas do Hermon.
18Cresci alto como a palmeira do Engadi,
como as roseiras de Jericó.
19Elevei-me como uma formosa oliveira nos campos;
cresci alto como um plátano junto às águas nas praças.
20Como o cinamomo e a giesta aromática,
como a mira escolhida exalei perfume;
21como o gálbano, o ônix e o estoraque,
como a exalação de incenso no tabernáculo.
22Estendi os ramos como o terebinto,
e meus ramos são ramos majestosos e belos.
23Como a videira, brotei sarmentos encantadores
e minhas flores deram frutos de glória e riqueza.
24Sou a mãe do belo amor e do temor,
do conhecimento e da santa esperança.
25Em mim se encontra toda a graça
do caminho e da verdade,
em mim toda a esperança da vida e da virtude.
26Vinde até mim, vós que me desejais
e saciai-vos com meus frutos!
27Minha doutrina é mais doce que o mel,
e minha pose, mais suave que o favo.
28A memória de meu nome durará
por todas as gerações
29Aqueles que comem de mim, terão ainda fome;
e aqueles que bebem de mim, terão ainda sede.
30Quem me obedece não terá de que se envergonhar,
e os que trabalham comigo, não pecarão.
31Aqueles que me tornam conhecida,
terão a vida eterna”.
32Tudo isto é o livro da aliança do Deus Altíssimo,
33a Lei, que Moisés nos prescreveu,
como herança para as assembleias de Jacó.


Do Livro do Eclesiástico             24,1b-33

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante