Promessa de salvação ao que espera no Senhor

Naqueles dias,
32,15
 se derramará sobre nós
o espírito do alto.
Então, o deserto se tornará jardim
e o jardim crescerá como o bosque;
16 
no deserto haverá lugar para a honestidade,
a justiça terá o seu jardim;
17
 a paz será o fruto da justiça,
e o cultivo da justiça produzirá tranqüilidade
e segurança permanente.
18 
O meu povo viverá num ambiente de paz,
morando com confiança
em lugares seguros.
19 Mas o bosque se desfolhará todo
e a cidade terá profunda decadência.
20 
Felizes vós que plantais,
contando com muitas águas,
e soltais livremente o boi e o asno.

33,1 Ai de ti que roubas sem que ninguém te roube,
saqueias, sem que ninguém te saqueie!
Ao completares o roubo, virá alguém roubar-te;
ao terminares o saque, virão saquear-te.
2
 Senhor, tem piedade de nós,
que estivemos à tua espera;
dá-nos ajuda cada dia,
salva-nos na hora da aflição.
3 
Fugiram os povos ao fragor do trovão,
dispersaram-se com medo de tua presença.
4
 Seus despojos se juntarão 
como um monte de lagartas,
e serão atacados como por vorazes gafanhotos.
5 
O Senhor é o Altíssimo, pois habita nos céus;
ele enche Sião de ordem e justiça.
6
 Os teus dias serão de segurança,
a sabedoria e a ciência 
constituem as riquezas da salvação:
o teu tesouro é o temor do Senhor.


Do Livro do Profeta Isaías             32,15–33,6

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante