Degradação

«A presunção que pretende fazer de Deus um objecto e impor-Lhe as nossas condições experimentais de laboratório, não pode encontrar Deus. De facto, assenta num pressuposto que nega Deus enquanto Deus, pois colocamo-nos acima d’Ele. Pondo de lado toda a dimensão do amor, da escuta interior, e reconhecemos como real apenas o que é experimentável, o que nos foi posto nas mãos. Quem assim pensa, faz-se a si mesmo deus e, deste modo, degrada não só a Deus, mas também ao mundo e a si mesmo».

(“Jesus de Nazaré” – Joseph Ratzinger / Bento XVI)

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante