Visão da estátua e da pedra. O Reino eterno de Deus

Naqueles dias:26O rei Nabucodonosor dirigiu-se a Daniel, que se chamava Baltasar, dizendo: “Achas que podes realmente explicar-me o sonho que tive, e dar-me a sua interpretação?” 27Respondendo, disse Daniel ao rei: “O mistério que o rei procura descobrir não conseguem explicá-lo os sábios, magos, adivinhos e astrólogos; 28mas há um Deus no céu, capaz de revelar mistérios, que te dá a conhecer, ó rei Nabucodonosor, o que vai acontecer nestes próximos tempos. Foi o seguinte o sonho e as visões que teve tua mente, quando estavas deitado:
29 Tu, ó rei, ainda na cama começaste a pensar sobre o que estaria para acontecer; aquele que sabe revelar mistérios mostrou-te coisas vindouras. 30Esse mistério foi-me também revelado, não para dar mostra de conhecimento maior do que o de todos os outros homens, mas para que ao rei se manifeste sua interpretação, para que tu conheças as preocupações de tua mente.
31 Tu, ó rei, olhavas, e pareceu-te ver uma estátua grande, muito alta, erguida à tua frente, de aspecto aterrador. 32A cabeça da estátua era de ouro fino, peito e braços eram de prata, ventre e coxas, de bronze; 33sendo as pernas de ferro, e os pés, parte de ferro e parte de barro. 34Estavas olhando, quando uma pedra, sem ser empurrada por ninguém, se desprendeu de algum lugar, e veio bater na estátua, em seus pés de ferro e barro, fazendo-os em pedaços; 35então, a um só tempo, despedaçaram-se ferro, barro, bronze, prata e ouro, tudo ficando como a palha miúda das eiras,no verão, que o vento varre sem deixar vestígios; mas a pedra que atingira a estátua transformou-se num grande monte e encheu toda a terra.
36 Este foi o sonho; vou dar também a interpretação, ó rei, em tua presença. 37Tu és um grande rei, e o Deus do céu te deu a realeza, o poder, a autoridade e a glória; 38ele entregou em tuas mãos os filhos dos homens, os animais do campo e as aves do céu, onde quer que habitem, este constituiu senhor de todos eles: tu és a cabeça de ouro. 39Depois de ti, surgirá outro reino, que é inferior ao teu, e ainda um terceiro, que será de bronze, e dominará toda a terra. 40O quarto reino será forte como ferro; e assim como o ferro tudo esmaga e domina, do mesmo modo, à semelhança do ferro, ele esmagará e destruirá todos aqueles reinos. 41Viste os pés e dedos dos pés, parte de barro e parte de ferro, porque o reino será dividido; terá a força do ferro, conforme viste o ferro misturado com barro cozido. 42Viste também que os dedos dos pés eram parte de ferro e parte de barro, porque o reino em parte será sólido e em parte quebradiço. 43Quanto ao ferro misturado com barro cozido, haverá de certo ligações por via de casamentos, mas sem coesão entre as partes, assim como o ferro não faz liga com o barro. 44No tempo desses reinos, o Deus do céu suscitará um reino que nunca será destruído, um reino que não passará a outro povo; antes, esmagará e aniquilará todos esses reinos, e ele permanecerá para sempre. 45Quanto à pedra que, sem ser tocada por mãos, se desprendeu do monte e despedaçou o barro cozido, o ferro, o bronze, a prata e o ouro, o grande Deus faz saber ao rei o que acontecerá depois, no futuro. O sonho é verdadeiro, e sua interpretação, fiel”.
46 Então o rei Nabucodonosor prostrou-se com o rosto em terra diante de Daniel e deu ordens para que lhe fossem oferecidos sacrifícios e incenso. 47Depois disse o rei a Daniel: “Verdadeiramente o vosso Deus é o deus dos deuses, senhor dos reis e revelador de mistérios, pois foste capaz de interpretar este mistério”.

Do Livro do Profeta Daniel             2,26-47

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante