Oração e visão de Daniel

1 No primeiro ano de Dario, filho de Xerxes – o qual era medo e tinha sido feito rei sobre o reino dos caldeus – 2no primeiro anodo seu reinado, eu, Daniel, procurei clareza nas Escrituras a respeito do número de setenta anos que, de acordo com a palavra dirigida pelo Senhor ao profeta Jeremias, deveriam transcorrer sobre as ruínas de Jerusalém. 3Então voltei o rosto para o Senhor Deus, procurando dirigir-lhe preces e súplicas como convém, observando jejum, vestido de saco e sentado nas cinzas. 4Rezei portanto ao Senhor meu Deus, fazendo a seguinte confissão:
18 “Meu Deus, presta ouvidos e escuta, abre teus olhos e repara em nossas devastações e na cidade que tem teu nome,pois não é confiados nas nossas obras justas que apresentamos em tua presença as nossas humildes súplicas, mas sim confiados nas múltiplas provas de tua misericórdia. 19Senhor, escuta! Senhor, perdoa! Senhor, atende e passa à ação sem tardar, em atenção a ti, meu Deus! Pois tua cidade e teu povo são chamados por teu nome.”
20 Eu ainda estava proferindo minha oração e confessando o meu pecado e o pecado de meu povo de Israel, estava propondo minha humilde súplica ao Senhor meu Deus em prol da montanha santa de meu Deus; 21sim, eu ainda estava recitando minha prece, quando Gabriel, o homem que eu tinha visto na visão, veio para junto de mim em voo veloz, à hora do sacrifício da tarde. 22Quando chegou, falou comigo nestes termos: “Daniel, eu vim para te esclarecer. 23Quando começavas a rezar, foi proclamada uma palavra, e eu estou aqui para comunicá-la, porque és um predileto. Portanto, presta atenção à palavra e procura compreender a visão:
24 Setenta semanas estão fixadas
sobre teu povo e tua santa cidade,
para pôr termo à impiedade,
selar os pecados e expiar a iniquidade,
para trazer justiça eterna,
selar visão e profeta e ungir algo de sacrossanto.
25 Fica sabendo e procura entender:
Desde que foi proclamada a palavra
a respeito da restauração e reconstrução de Jerusalém
até um ungido-chefe, vão sete semanas;
durante sessenta e duas semanas
serão reconstruídos a praça e o fosso da cidade,
mas em tempos de angústia.
26 Ao cabo destas sessenta e duas semanas
será eliminado um ungido,
e nada o substituirá.
A cidade e o santuário serão destruídos
pelo povo de um chefe que há de vir.
Seu fim se dará por inundação
e até o fim reinará guerra
com devastações decretadas.
27 Ele concluirá uma aliança firme com muitos
durante uma semana,
e na metade da semana
fará cessar sacrifícios e oferendas;
sobre a asa das abominações estará um devastador,
até que o extermínio decretado
se despeje sobre o devastador”.

Do Livro do Profeta Daniel             9,1-4a.18-27

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante