A Sabedoria deve ser pedida a Deus

1 A Sabedoria se estende com vigor
de uma extremidade à outra da terra
e com suavidade governa todas as coisas.
2 Eu a amei e desejei desde a juventude
e pretendi tomá-la como esposa,
apaixonado pela sua beleza.
3 A sua convivência com Deus realça a sua nobre origem,
pois o Senhor de todas as coisas a amou.
4 Iniciada na própria ciência de Deus
é ela quem seleciona as suas obras.
5 Se a riqueza é um bem desejável na vida,
que há de mais rico que a Sabedoria, que faz todas as coisas?
6 E se é a inteligência que opera,
quem mais que a Sabedoria é artífice do que existe?
7 E se alguém ama a justiça,
saiba que as virtudes são seus frutos:
ela ensina a temperança e a prudência,
a justiça e a fortaleza
que são os bens mais úteis na vida dos homens.
8 Se alguém deseja uma vasta experiência,
ela conhece o passado e adivinha o futuro,
conhece a sutileza das palavras e resolve os enigmas,
prevê sinais e prodígios
e os acontecimentos das épocas e dos tempos.
9 Decidi, pois, tomá-la por companheira de minha vida,
sabendo que me seria conselheira para o bem
e conforto nas preocupações e na tristeza.
10 Por causa dela serei louvado pelas multidões,
mesmo sendo jovem, serei honrado pelos anciãos;
11 nos julgamentos reconhecerão minha perspicácia
e provocarei a admiração dos poderosos.
12 Se eu me calar, ficarão esperando que eu fale,
e se eu falar, hão de prestar atenção,
e, se prolongar minhas palavras,
colocarão a mão sobre a boca.
13 Por causa dela alcançarei a imortalidade
e deixarei lembrança eterna à minha posteridade.
14 Governarei os povos e dominarei as nações;
15 ao ouvir o meu nome, reis terríveis se assustarão;
mostrar-me-ei bom com o povo, e valente na guerra.
16 De volta para casa, descansarei ao seu lado,
porque sua companhia não traz amargura,
sua intimidade não traz aflição,
mas sim alegria e contentamento.
17 Meditando estas coisas comigo mesmo,
e considerando em meu coração
que a imortalidade está no parentesco com a Sabedoria,
18 e que na sua amizade existe alegria perfeita,
e riqueza inesgotável no trabalho de suas mãos,
e inteligência, na assiduidade da sua companhia,
e, na participação de suas palavras, celebridade,
eu ia por toda parte
procurando conquistá-la para mim.
19 Fui criança bem dotada
e tinha ganho o quinhão de uma alma boa;
20 ou, melhor, como eu era bom,
vim a um corpo sem mancha.
21 Sabendo, porém, que só poderia obter a Sabedoria,
se Deus me concedesse
– e já era sinal de inteligência
saber a origem desta graça –
dirigi-me ao Senhor e rezei.


Do Livro da Sabedoria                 8,1-21

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante