Unidade afetiva e efetiva entre todos os filhos da Igreja

Oxalá chegue muito longe o desejo expresso por estas palavras de São Josemaría, fundador do Opus Dei:Gostaria (…) que, na Igreja Santa, todos nos sentíssemos membros de um só corpo, como nos pede o Apóstolo; e que vivêssemos a fundo, sem indiferenças, as alegrias, as tribulações, a expansão da nossa Mãe, una, santa, católica, apostólica, romana.

Quereria que vivêssemos a identidade de uns com os outros e de todos com Cristo.” (Forja, 630). É a isto que o Papa Francisco nos chama, com o seu sorriso, com o seu coração de pastor de todos.

O Pentecostes fala-nos de línguas, de expansão, de sairmos de nós próprios, mas também nos anima à unidade afetiva e efetiva entre todos os filhos da Igreja. Uma unidade que é um sinal de esperança.

Javier Echevarría

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante