PROCUREMOS PENSAR, RE-PENSAR E COM-PENSAR

Instado a distinguir a maneira de ser de duas pessoas, alguém fez a seguinte descrição; um pensa e depois age; o outro age e depois pensa. Nenhum estaria totalmente errado. Mas é claro que o pensamento não pode vir só depois da ação.

É fundamental pensar antes, durante e depois de agir. A própria ação é inspiradora para o pensamento, tal como o pensamento é inspirador para a ação. Freud achava até que «o pensamento é o ensaio da ação». O pensamento qualifica a ação. Dá-lhe densidade humana. Não nos limitemos a reproduzir pensamentos. Procuremos pensar, re-pensar e com-pensar. Pensar com os outros também ajuda a melhor agir para os outros!


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante