MISSAS DE NOSSA SENHORA: MARIA, MÃE DO BELO AMOR

36. Bem-aventurada Virgem Maria, Mãe do belo amor
(Para o Tempo Comum)

Introdução
No Missale Romanum, edição de 1962 (atualmente em vigor para a Forma Extraordinária do Rito Romano), figura no dia 08 de maio a Missa votiva da Virgem Maria, Rainha de Todos os Santos e Mãe do Belo Amor. A expressão “Mãe do belo amor” remete ao texto de Eclo 24,24: “Sou a mãe do belo amor e do temor, do conhecimento e da santa esperança”, que tradicionalmente se atribui a Nossa Senhora.
Através desta Missa, a Igreja celebra a beleza espiritual da Virgem Maria, beleza que se define como esplendor da santidade e da verdade de Deus, “fonte de toda beleza” (2ª opção de Coleta) e imagem da bondade e fidelidade de Cristo, “o mais belo entre os filhos dos homens” (1ª e 3ª opções de Coleta).
A Virgem Maria é chamada de “bela” por três motivos:
- por graça de Deus, sendo aclamada pelo anjo como “cheia de graça” (Lc 1,28), “adornada com os dons do Espírito Santo” (3ª opção de Coleta);
- por seu amor, virginal e materno, para com Deus, seu Filho e todos os homens;
- por sua participação no mistério de Cristo, aderindo ao desígnio salvífico de Deus com suavidade e harmonia.
Por fim, nesta celebração se pede que os fiéis, a exemplo de Maria, se esforcem por “seguir sempre o caminho da santidade” (Oração após a Comunhão), pois o caminho da beleza é a busca da perfeição cristã.

Antífona de entrada
Filhas de Sião, vinde ver a vossa Rainha:
louvam-na os astros da manhã,
admiram a sua beleza o sol e a lua
e rejubilam na sua presença todos os filhos de Deus.

Ou (cf. Ct 6,10; Lc 1,42)
Sois formosa e admirável, Filha de Sião,
bela como a lua e brilhante como o sol,
bendita entre as mulheres.

Oração do dia
Senhor nosso Deus, que na vossa admirável providências quisestes que Jesus Cristo, o mais belo entre os filhos dos homens, se levantasse do leito virginal como Esposo da Igreja, concedei, pela gloriosa intercessão de sua Mãe, a alegria e a paz para todos os povos e iluminai os nossos corações com o esplendor da vossa santidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Ou:
Senhor Deus, que fazeis resplandecer na vossa presença a beleza excelsa da Virgem Maria, vossa humilde serva, glória de seu Filho e tesouro de virtudes, concedei-nos que, seguindo sempre, como Maria, o que é verdadeiro e justo, cheguemos até vós, fonte de toda a beleza e autor do santo amor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Ou:
Interceda por nós, Senhor, a gloriosa Virgem Maria, que adornada como os dons do Espírito Santo, vos agradou plenamente e gerou para nós o vosso Filho Unigênito, o mais belo dos filhos dos homens, de modo que, rejeitando a fealdade do pecado, busquemos sem cessar a beleza espiritual da vossa graça. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Oração sobre as oferendas*
Concedei-nos, Senhor, os frutos da oblação que vos consagramos, para que, percorrendo com a Virgem Maria o caminho da santidade, nos renovemos com estes dons da vida celeste e mereçamos chegar à contemplação da vossa glória. Por Cristo, nosso Senhor.

Prefácio
Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação dar-vos graças, sempre e em toda a parte, e exaltar a vossa bondade ao celebrarmos a memória da Virgem Maria.
Ela foi verdadeiramente bela na sua conceição, pela qual, livre de toda a mancha de pecado, resplandece adornada com todo o fulgor da graça; bela na sua maternidade virginal, pela qual deu ao mundo o esplendor da vossa glória, Jesus Cristo, seu Filho, salvador e irmão de todos nós; bela na paixão e morte do seu Filho, na qual, revestida com a púrpura do seu sangue, como mansa ovelha que padeceu com o Cordeiro inocente, recebeu nova missão de Mãe; bela na ressurreição de Cristo, com o qual reina gloriosa, participando no seu triunfo.
Por Ele, com a multidão dos anjos, que adoram a vossa majestade e se alegram eternamente na vossa presença, proclamamos a vossa glória, cantando (dizendo) a uma só voz:

Antífona de Comunhão (Cf. Jt 11,21)
Não há mulher como esta sobre a terra,
de tão formoso semblante e ponderados propósitos.

Ou:
Vossos lábios espelham a graça, o encanto,
porque Deus, para sempre, vos deu sua bênção.

Oração após a Comunhão*
Protegei continuamente, Senhor, os vosso filhos, que alimentais nos divinos mistérios, e concedei àqueles a quem destes Maria por Mãe, adornada com a formosura de suas virtudes, a graça de seguir sempre o caminho da santidade. Por Cristo, nosso Senhor.

Leitura: Eclo 24,23-31 (“Sou a mãe do belo amor”)
Salmo: Ct 2,10bc e 14ef; 4,8a e 9ª.11cd e 12.15 (R: “Toda bela, Maria, sem a macha original”)
Evangelho: Lc 1,26-38 (Anunciação)

*Nas orações sobre as oferendas e após a Comunhão a Coletânea apresenta a conclusão “Por nosso Senhor Jesus Cristo...”. Porém, esta conclusão é própria das coletas. Aqui o correto é utilizar “Por Cristo, nosso Senhor”, como indica a IGMR, nn. 77 e 89.


Fonte:
Lecionário para Missas de Nossa Senhora. Edições CNBB: Brasília, 2016, pp. 146-148.
Missas de Nossa Senhora. Edições CNBB: Brasília, 2016, pp. 187-191.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante