MISSAS DE NOSSA SENHORA: MARIA, MÃE DA ESPERANÇA

37. Bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da santa esperança
(Para o Tempo Comum)

Introdução
O Concílio Vaticano II, na Constituição Lumen Gentium (n. 68), afirma que a Virgem Maria “brilha como sinal de esperança segura e de consolação, para o Povo de Deus ainda peregrinante, até que chegue o dia do Senhor (cf. 2Pd 3,10)”. Esta expressão, inclusive, é retomada no Prefácio da Assunção de Nossa Senhora.
A Igreja, considerando a função da Virgem Maria na história da salvação, a invoca como “nossa esperança”, “mãe da esperança”, “esperança de salvação”. Em alguns lugares celebra-se no dia 09 de julho a memória da Virgem Maria, Mãe da santa esperança, cujo formulário é aqui proposto, tomado do Próprio da Congregação da Paixão de Jesus Cristo (Passionistas).
Nesta celebração, Maria é venerada por ter sempre conservado a virtude da esperança. Ela “colocou no Senhor toda a sua esperança” (Prefácio) e aguardou na esperança a vinda do Filho (idem). Ao mesmo tempo, ela é “sinal de firme esperança” (2ª opção de Coleta, Prefácio) para todos os fiéis.
Assim, nesta Missa rezamos por todos os “sofrem de desânimo em suas vidas” (2ª opção de Coleta), a fim de que, refugiando-se na materna intercessão de Maria, encontrem novo ânimo e busquem, com ela, tornar-se “participantes da caridade celeste” (Oração após a Comunhão).

Antífona de entrada
Salve, Virgem Maria, esperança dos fiéis,
vós ajudais os que se desesperam
e amparais a todos os que em vós se refugiam.

Oração do dia
Senhor nosso Deus, que nos dais a graça de venerar a Virgem Maria como a Mãe da santa esperança, concedei-nos, pela sua intercessão e auxílio, que orientemos a nossa esperança para os bens celestes, cumpramos diligentemente a nossa missão na cidade terrestre e, o que na esperança cremos, consigamos de fato. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Ou:
Senhor nosso Deus, dispusestes que a Santíssima Virgem brilhasse diante da Igreja como sinal de firme esperança, concedei aos que sofrem de desânimo em suas vidas, refugiando-se nela, sejam confortados e se refaça o ânimo dos corações que se angustiam na falta de esperança da salvação. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Oração sobre as oferendas*
Recebei, Senhor, as orações e as ofertas do vosso povo, para que, pela intercessão da Virgem Maria, Mãe do vosso Filho, todos vejam atendidas as suas súplicas e confirmada a sua esperança. Por Cristo, nosso Senhor.

Prefácio
Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, é nosso dever dar-vos graças, é nossa salvação dar-vos glória, e celebrar-vos, Senhor, com sublimes louvores, porque providenciastes para o gênero humano Jesus Cristo, autor da salvação, e lhe destes Maria como modelo de celeste esperança.
Pois vossa humilde serva colocou em vós, Senhor, toda sua esperança; e ao Filho do Homem, que os profetas anunciaram, desejou-o na esperança e concebeu-o na fé, e servindo à obra dele com amor extremo, tornou-se mãe de todos os viventes; ela própria, fruto privilegiado da redenção, é a irmã de todos os filhos de Adão; eles, a caminho da plena liberdade, olham para Maria como sinal de firme esperança e de consolação, até que brilhe o dia glorioso do Senhor.
Por isso, unidos aos coros dos anjos, nós vos louvamos com alegria, cantando (dizendo):

Antífona de Comunhão (Cf. Lc 1,45)
Bem-aventurada és tu que acreditaste
na realização do que te foi dito da parte do Senhor.

Ou (Tt 2,12-13)
Vivamos neste mundo com justiça e piedade,
na esperança da manifestação gloriosa do nosso Deus.

Oração após a Comunhão
Senhor, que nos alimentastes com os sacramentos da salvação e da fé, humildemente vos suplicamos que, recordando devotamente a Virgem Maria, Mãe da esperança, mereçamos ser com ela participantes da caridade celeste. Por Cristo, nosso Senhor.

Leitura: Eclo 24,14-16.24-31 (“Sou a mãe... da santa esperança”)
Salmo: Lc 1,46-48a.48b-49.50-51.52-53.54-55 (R: “Salve, Maria, sois nossa esperança”)
Evangelho: Jo 2,1-11 (Bodas de Caná)

*Na oração sobre as oferendas a Coletânea apresenta a conclusão “Por nosso Senhor Jesus Cristo...”. Porém, esta conclusão é própria das coletas. Aqui o correto é utilizar “Por Cristo, nosso Senhor”, como indica a IGMR, n. 77.


Fonte:
Lecionário para Missas de Nossa Senhora. Edições CNBB: Brasília, 2016, pp. 149-152.
Missas de Nossa Senhora. Edições CNBB: Brasília, 2016, pp. 193-196.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante