HOMILIA: XXIII DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO A

Santo Agostinho
Sermão 82
“Devemos repreender com amor”

Portanto, devemos repreender com amor, não com desejo de prejudicar, mas com cuidado de corrigir. Se fôssemos assim, cumpriríamos com exatidão o que hoje nos foi aconselhado: Se teu irmão pecar contra ti, corrige-o a sós. Por que lhe corriges? Por que te fere aquele que pecou contra ti? De modo algum. Se o fazes por amor-próprio, nada fazes. Se o fazes por amor a ele, ages muito bem. Considera nas mesmas palavras por amor de quem deves fazê-lo, se pelo teu ou pelo dele: Se te escutar – diz Jesus – terás ganho o teu irmão. Faça-o, portanto, por ele, para ganhá-lo. Se fazendo isto o ganhas, não o fazendo se perde.
Qual é a razão pela qual muitos homens desprezam estes pecados e dizem: “O que fiz demais? Pequei contra um homem”. Não os desprezes. Pecaste contra um homem; queres saber que pecando contra um homem pereceste? Se aquele contra quem pecaste te houvesse corrigido a sós e o tivesses escutado, ele te teria ganho. O que quer dizer que te haveria ganho, senão que terias perecido se não te tivesse ganho? Pois se não houvesse perecido, como te terias ganho? Que ninguém, portanto, despreze o pecado contra o irmão.
O Apóstolo diz em certo lugar: Assim os que pecam contra os irmãos e ferem a sua consciência fraca, pecam contra Cristo, justamente porque todos fomos feitos membros de Cristo. Como não vais pecar contra Cristo se pecas contra um membro de Cristo?
Ninguém diga: “Não pequei contra Deus, mas contra um irmão, contra um homem; pecado leve ou quase nulo”. Talvez dizes que é leve porque se cura rapidamente. Pecaste contra o irmão; repara-o e ficarás são. Cometeste rapidamente a ação mortal, e com rapidez também encontraste o remédio. Quem de nós, meus irmãos, vai esperar o Reino dos Céus, dizendo o Evangelho: Quem chamar a seu irmão “néscio”, será réu no fogo da Geena? Grande pânico; porém repara ali mesmo o remédio: Se apresentares a tua oferta diante do altar, e ali mesmo te lembrares de que teu irmão tem algo contra ti, deixa a tua oferenda diante do altar.
Deus não se encoleriza porque tardas em apresentar a tua oferenda; Deus te quer mais que a tua oferenda. Pois se te apresentares diante de Deus com a oferenda, trazendo maus sentimentos para com teu irmão, Ele te responderá: “Estás perdido, o que me oferecestes?” Apresentas a tua oferenda e não és tu mesmo oferenda para Deus. Cristo busca mais a quem redimiu com o seu sangue que aquilo que tu achaste em teu celeiro.
Portanto, deixa a tua oferenda diante do altar e vai-te reconciliar antes com o teu irmão, e depois venha apresentar a tua oferenda. Olha como prontamente se desatou aquele reato da Geena. Antes de reconciliar-te, eras réu da Geena; uma vez reconciliado, apresentas confiante a tua oferenda diante do altar.



Fonte: Lecionário Patrístico Dominical, pp. 211-212.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante