MISSAS DE NOSSA SENHORA: MARIA, SERVA DO SENHOR

22. Santa Maria, serva do Senhor
(Para o Tempo Comum)

Introdução
No Evangelho, Maria declara-se por duas vezes “serva do Senhor”: quando acolhe o anúncio do anjo (Lc 1,38) e quando proclama as “maravilhas do Senhor” no Magnificat (Lc 1,48). Estritamente ligada a Cristo, Servo do Senhor por excelência, Maria é com razão invocada como serva por diversos institutos religiosos. As orações deste formulário são, pois, tomadas do Próprio das Missas da Congregação da Paixão de Jesus Cristo (Passionistas).
Esta Missa celebra o misericordioso desígnio de Deus, que escolheu Maria, sua humilde serva, para ser a Mãe de seu Filho Unigênito. Ela, acolhendo a vontade de Deus de todo o coração, dedicou toda a sua vida à obra de salvação do Filho. Portanto, nas orações desta Missa, Maria é invocada como “humilde serva” (Coleta), “dócil serva” (Sobre as oferendas), “servidora da piedade” (Prefácio).
Por fim, cumpre dizer que “a que se proclamou serva humilde, como rainha gloriosa foi exaltada junto do Filho” (Prefácio). Como canta o Magnificat, Deus de fato “exaltou os humildes” (Lc 1,52).

Antífona de entrada (Lc 1,47-48)
O meu espírito exulta em Deus, meu Salvador,
porque olhou para a humildade da sua serva.

Oração do dia
Ó Deus, que por misericordioso desígnio de redenção escolhestes a Virgem Maria, vossa humilde serva, para Mãe e companheira de Cristo, concedei-nos que, olhando continuamente para ela nos dediquemos de todo coração ao vosso serviço e trabalhemos amorosamente pela salvação dos homens. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Oração sobre as oferendas
Acolhei benignamente, Senhor, as súplicas e dons que vos oferecemos na comemoração da Virgem Maria, dócil serva totalmente dedicada ao vosso serviço. Concedei que nos ofereçamos a nós mesmos como vítima agradável a vossos olhos. Por Cristo, nosso Senhor.

Prefácio
Na verdade, Pai santo, é nosso dever dar-vos graças, é nossa salvação dar-vos glória, em todo tempo e lugar.
Vós vos agradastes singularmente da Virgem Maria, pois ela, abraçando vossa vontade salvadora, se devotou totalmente à obra de vosso Filho, servindo fielmente ao mistério da redenção. Porque plenamente serviu a Cristo vós muito a honrastes, e a que se proclamou serva humilde, como rainha gloriosa a exaltastes junto do Filho, a quem pede benigna por nós como servidora da piedade.
Por isso, com a multidão dos anjos e dos santos, vos louvamos ser cessar, dizendo (cantando) a uma só voz:

Antífona de Comunhão (Sl 85,16)
Voltai para mim os vossos olhos e tende piedade de mim.
Salvai o filho da vossa serva.

Oração após a Comunhão
Saciados com o alimento espiritual, humildemente vos pedimos Senhor, que, imitando sempre a Virgem Maria, nos dediquemos à missão da Igreja e sintamos alegria no vosso serviço. Por Cristo, nosso Senhor.

Leitura: 1Sm 1,24-28; 2,1-2.4-8 (“Eu sou a mulher que esteve aqui orando ao Senhor”)
Salmo: Lc 1,46-48a.48b-49.50-51.52-53.54-55 (R: v. 48a)
Evangelho: Lc 1,26-38 (Anunciação)


Fonte:
Lecionário para Missas de Nossa Senhora. Edições CNBB: Brasília, 2016, pp. 93-96.
Missas de Nossa Senhora. Edições CNBB: Brasília, 2016, pp. 127-129.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante