MISSAS DE NOSSA SENHORA: MARIA, CAUSA DA NOSSA ALEGRIA

34. Bem-aventurada Virgem Maria, causa da nossa alegria
(Para o Tempo Comum)

Introdução
Jesus veio ao mundo para trazer-nos a verdadeira alegria (Jo 15,11; 17,13). Toda sua vida é marcada pelo sinal da alegria: seu Nascimento (Lc 2,10), sua Ressurreição (Jo 20,20; Lc 24,41), sua Ascensão aos céus (Lc 24,52), a efusão do Espírito (Gl 5,22).
A Igreja, pois, sempre colocou sua alegria em seu Esposo. Como Jesus veio a nós por Maria, a Igreja entende que a Virgem, por sua cooperação na Encarnação, pode justamente ser invocada como “Causa da nossa alegria”. A tristeza oriunda da desobediência de Eva foi transformada em alegria pela obediência de Maria.
As orações desta celebração são um sumário das obras de salvação que Deus realizou através de Jesus Cristo, as quais trouxeram alegria à Virgem e, por conseguinte, alegram à Igreja e a todo o gênero humano:
- A eleição de Maria: Aquela que “encontrou graça diante de Deus” (Lc 1,30), foi por Ele escolhida como habitação divina, ornada com “vestes de salvação” (Is 61,10). Por isso as orações da Missa convidam Maria a alegrar-se (Ant. de entrada);
- A visita a Isabel, na qual Maria “exultou de alegria em Deus” (Lc 1,47);
- O nascimento de Jesus, pela qual “Deus alegrou o mundo” (Coleta) e “manifestou-nos a Luz” (Prefácio);
- A Ressurreição do Senhor, pela qual nós somos chamados “às alegrias da vida eterna” (Oração após a Comunhão);
- A Assunção de Maria: Ela no céu nos espera, para que “possamos alegrar-nos com ela para sempre” (Prefácio).

Antífona de entrada (Lc 1,28.30-31)
Alegra-te, Virgem Maria!
Encontraste graça diante de Deus;
eis que conceberás em teu seio e darás à luz um Filho
e lhe porás o nome de Jesus.

Oração do dia
Senhor, nosso Deus, que alegrastes o mundo pela encarnação do vosso Filho, fazei que, venerando sua Mãe, causa da nossa alegria, sigamos sempre o caminho dos vossos mandamentos e fixemos os nossos corações onde se encontram as verdadeiras alegrias. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Oração sobre as oferendas*
Recebei, Senhor, estes dons que a Igreja vos apresenta com alegria e concedei que, tendo nós recebido todos os bens em Cristo, nascido da Virgem imaculada, alcancemos os frutos da alegria eterna. Por Cristo, nosso Senhor.

Prefácio
Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação dar-vos graças, sempre e em toda a parte, e exaltar a vossa infinita bondade, ao celebrarmos a memória da Virgem Maria, vossa filha predileta.
O seu ditoso nascimento anunciou a alegria ao mundo inteiro; a sua maternidade virginal manifestou-nos a Luz esplendorosa; a sua vida humilde ilumina toda a Igreja; a sua gloriosa partida deste mundo elevou-a ao céu onde, como Irmã e Mãe, nos espera, até que possamos alegrar-nos com ela para sempre na visão da vossa glória.
Por isso, com os coros dos anjos, vos louvamos e bendizemos, cantando (dizendo) com alegria:

Antífona de Comunhão (Sl 45/46,5)
Os braços de um rio vêm trazer alegria,
à cidade de Deus, à morada do Altíssimo.

Oração após a Comunhão*
Confirmai em nós, Senhor, os mistérios da verdadeira fé, para que, proclamando que Jesus Cristo, concebido da Virgem Maria, é verdadeiro Deus e verdadeiro Homem, cheguemos, pelo poder da sua ressurreição, às alegrias da vida eterna. Por Cristo, nosso Senhor.

Leitura: Zc 2,14-17 (“Rejubila, alegra-te, idade de Sião”) ou Is 61,9-11 (“Exulto de alegria no Senhor”)
Salmo: Lc 1,46-48.49-50.53-54 (R: v. 47)
Evangelho: Lc 1,39-47 (Visitação) ou Jo 15,9-12 (“A minha alegria esteja em vós”)

*Nas orações sobre as oferendas e após a Comunhão a Coletânea apresenta a conclusão “Por nosso Senhor Jesus Cristo...”. Porém, esta conclusão é própria das coletas. Aqui o correto é utilizar “Por Cristo, nosso Senhor”, como indica a IGMR, nn. 77 e 89.


Fonte:
Lecionário para Missas de Nossa Senhora. Edições CNBB: Brasília, 2016, pp. 139-142.
Missas de Nossa Senhora. Edições CNBB: Brasília, 2016, pp. 179-182.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante