E A NATUREZA DOS LUGARES?

A natureza de tudo quanto existe deve ser respeitada: a natureza das pessoas e a natureza dos lugares. Há, no entanto, pessoas que nem sempre respeitam a natureza dos lugares. E isso deixa uma sensação de desconforto em quem vai à procura de determinados lugares por causa da sua natureza. É natural que haja ruído num estádio, numa praça ou num bar. Mas numa igreja? A jovem escritora Raquel Ochoa, assinalou que «uma viagem é boa quando não alteramos o silêncio natural de um lugar». Há, todavia, quem não se coíba de alterar o silêncio natural e até o silêncio sobrenatural. «Silentium signum religionis». Enquanto sinal maior da religião, o silêncio é o ambiente congénito do espaço sagrado. Hoje, contudo, chegamos a um templo e que diferença em relação ao que se ouve na rua?

Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.


You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante