CUIDADO COM AS APARÊNCIAS

Temos uma tendência incoercível para olhar (apenas e sempre) para a aparência. Não damos conta do que está por baixo e por dentro. Já Carlos Drummond de Andrade, notando que «os homens são como as moedas», recomendava que fossem «tomados pelo valor seja qual for o seu cunho». Muitas surpresas acontecem. Há quem valha menos do que aparenta. E há quem valha (muito) mais do que mostra!


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.


You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante