Sentença de Deus sobre o ímpio rei Acab

Naqueles dias:1Reinou paz durante três anos, não havendo guerra entre os arameus e Israel. 2Quando, porém, no terceiro ano Josafá, rei de Judá, desceu para visitar o rei de Israel, 3este disse aos oficiais: “Bem sabeis que Ramot de Galaad pertence a nós, e não fazemos nada para retomá-la das mãos do rei dos arameus”. 4Em seguida perguntou a Josafá: “Queres ir comigo à guerra contra Ramot de Galaad?” Josafá respondeu ao rei de Israel: “Eu faço o que tu fazes, meu povo faz o que faz o teu, meus cavalos acompanham os teus”.
5Josafá disse ainda ao rei de Israel: “Procura obter primeiro um oráculo do Senhor”. 6Então o rei de Israel convocou os profetas, uns quatrocentos homens, e lhes perguntou: “Posso partir para a guerra contra Ramot de Galaad, ou devo desistir?” Eles responderam: “Parte! O Senhor a entregará nas mãos do rei!” 7Josafá ainda perguntou: “Não há aqui nenhum outro profeta do Senhor que possamos consultar?” 8O rei de Israel respondeu a Josafá: “Ainda há um homem para consultar o Senhor. Mas eu não o posso aturar, porque nunca me dá oráculos favoráveis: é Miquéias, filho de Jemla”. Josafá replicou: “Não fales assim, ó rei!” 9Então o rei de Israel chamou um camareiro e lhe ordenou: “Vai buscar depressa a Miquéias, filho de Jemla”.
15Quando, pois, chegou à presença do rei, este lhe perguntou: “Miquéias, podemos partir para a guerra contra Ramot de Galaad, ou devemos desistir?” Ele lhe respondeu: “Parte e serás bem sucedido. O Senhor a entregará nas mãos de vossa Majestade”. 16Mas o rei lhe replicou: “Quantas vezes te preciso conjurar para que só me digas a pura verdade em nome do Senhor?” 17Então ele respondeu:
 “Eu vi todo Israel
disperso pelos montes,
como ovelhas sem pastor.
E o Senhor disse: ‘Eles não têm senhor. Volte cada um em paz para casa!’” 
18O rei de Israel disse a Josafá: “Não te disse que ele não me profetiza êxitos e sim desgraças?”
19Miquéias prosseguiu: “Pois bem, escuta a palavra do Senhor: Eu vi o Senhor assentado no trono com todo o exército do céu de pé em sua presença, à direita e à esquerda. 20Então o Senhor perguntou: ‘Há alguém que possa seduzir Acab, para que se ponha em campo e morra em Ramot de Galaad?’ Aí uns responderam duma maneira e outros de outra maneira. 21Finalmente um espírito se adiantou, pôs-se de pé na presença do Senhor e disse: ‘Eu vou seduzi-lo’.O Senhor lhe perguntou: ‘Como vais fazer isto?’ 22Ele respondeu: ‘Irei fazer-me de espírito de mentira na boca de todos os seus profetas’. O Senhor respondeu: ‘Ótimo! tu conseguirás seduzi-lo. Vai fazer isto!’ 23Como estás vendo, o Senhor mandou um espírito mentiroso na boca de todos os teus profetas que estão aqui, pois o Senhor decretou tua perdição”.
29O rei de Israel e Josafá, rei de Judá, marcharam contra Ramot de Galaad. 
34Nisto um homem disparou o arco a esmo e acertou o rei de Israel por entre as escamas da couraça. Ele ordenou ao cocheiro: “Dá meia-volta e leva-me para fora do campo de batalha, porque estou ferido”. 35Mas como neste dia a peleja se tornou muito violenta, tiveram de manter o rei em pé no carro defronte aos arameus e à tardinha ele morreu; o sangue escoria no bojo do carro. 36Quando o sol já ia se pondo, um brado ressoou pelo campo de batalha: “Volte cada um para sua terra! 
37O rei morreu!” Então foram a Samaria e lá o sepultaram. 38Quando lavaram o carro no açude de Samaria, os cães lamberam o seu sangue e as prostitutas se banharam lá, como o Senhor o tinha predito.


Do Primeiro Livro dos Reis                 22,1-9.15-23.29.34-38

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante