O APÓSTOLO ALEGRA-SE COM A CONVERSÃO DOS CORÍNTIOS

Irmãos: 2Dai-nos lugar em vossos corações. Não cometemos injustiça contra ninguém, não corrompemos ninguém, não defraudamos ninguém. 3Não digo isso para vos condenar. Aliás, já vos disse que estais em nossos corações para a vida e para a morte. 4Tenho grande confiança em vós, orgulho-me de vós. Estou cheio de consolação e transbordo de alegria, em todas as nossas aflições. 5Com efeito, tendo chegado à Macedônia, não tivemos sossego. Pelo contrário, fomos afligidos de todas as maneiras; fora de nós, lutas; dentro de nós, temores.
6Porém, Deus que conforta os humildes confortou-nos com a chegada de Tito. 7E não somente com a chegada de Tito, mas também com o reconforto que ele recebeu de vós. De fato, ele contou-nos a vossa saudade, as vossas lágrimas, o vosso grande amor por mim, de tal modo que a alegria me dominou.
8Na verdade, mesmo se eu vos contristei com a minha carta, não me arrependo. E se estive arrependido, – vendo que aquela carta, ainda que por um momento, vos entristeceu – 9agora alegro-me, não porque ficastes tristes, mas porque a vossa tristeza vos levou à conversão. De fato, a vossa tristeza foi uma tristeza segundo Deus e, portanto, não vos prejudicamos em nada. 10Pois a tristeza segundo Deus produz uma mudança de vida e, assim, leva à salvação. E disso ninguém se arrepende! Mas a tristeza segundo o mundo produz a morte. 11Vede, antes,o que a tristeza segundo Deus produziu entre vós: que solicitude, que escusa, que indignação, que temor, que saudade, que zelo, que punição! Mostrastes, de todas as maneiras, que não tínheis nenhuma culpa, no caso em questão. 12Portanto, se eu vos escrevi, não foi por causa do ofensor, nem por causa do ofendido. Foi para provocar, entre vós, uma clara manifestação da vossa solicitude por nós, diante de Deus. 13Isso nos confortou.
Além dessa consolação pessoal, tivemos uma alegria maior ainda, motivada pela alegria de Tito, que foi tranquilizado por todos vós.
14Na verdade, se, diante dele, eu me gloriei um pouco de vós, não fiquei envergonhado. Mas, como sempre vos temos dito a verdade, assim também o elogio que fizemos de vós, diante de Tito, se mostrou de todo fundado na verdade. 15E a sua afeição por vós cresce mais ainda, ao lembrar-se da obediência de todos vós e de como o recebestes, com temor e tremor. 16Alegro-me de poder confiar plenamente em vós.


Da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios             7,2-16

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante