NUNCA NOS ENCLAUSUREMOS EM NÓS

Em resposta à generosidade da mulher, Eliseu anuncia-lhe o nascimento de um filho. A promessa tem um valor especial, dada a dificuldade de ter filhos que pesa sobre o casal, devido à avançada idade do marido.

Este episódio ensina-nos que colaborar com Deus é fonte de vida e de bênção. Deus não deixa de recompensar quantos com Ele se dispõem a colaborar.

Por conseguinte, não sejamos cristãos de «meias-tintas» ou a «meio-gás». Cristãos temos de ser sempre por inteiro, em completo «full time». É verdade que há muitas adversidades por fora e bastantes obstáculos por dentro. Mas, se tivermos vontade, a presença de Cristo tudo removerá. Nada — nem ninguém — é tão forte como a força de Cristo.

Abramos, pois, a portas do nosso coração. Não aceitemos ficar enclausurados em nós. Cantemos sempre a divina bondade. E procuremos «semeá-la» por toda a humanidade!


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante