HOMILIA: XVII DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO A


Santo Irineu de Lião
Tratado contra as heresias
“O mistério de Cristo escondido nas Escrituras”

Portanto, se alguém lê atentamente as Escrituras encontrará nelas a palavra a respeito de Cristo e a figura antecipada da nova vocação. Este é o tesouro escondido no campo, ou seja, neste mundo – visto que o campo é o mundo –, escondido nas Escrituras, pois estava insinuado nos tipos e figuras, que os seres humanos não podiam naturalmente compreender antes que se cumprisse o que estava profetizado, ou seja, a vinda de Cristo.
Por isso o profeta Daniel dizia: Oculta as palavras e sela o livro até o tempo final, até que muitos aprendam e se cumpra o que sabem. Porque, quando a perseguição chegar ao fim, se saberão todas estas coisas. E Jeremias diz: Estas coisas se compreenderão ao final dos tempos. Na realidade, qualquer profecia é para os seres humanos enigmática e ambígua até que se cumpra; mas quando chega o tempo e acontece o que foi profetizado, então se podem explicar as profecias claramente.
Por isso, ainda em nossos tempos o que se lê na Lei parece uma fábula para os judeus: é porque eles não têm aquilo que explica tudo, como é o que diz respeito à vinda do Filho de Deus feito homem. Mas, para os cristãos, quando o leem, torna-se o tesouro escondido no campo, revelado e explicado pela cruz de Cristo, que confere entendimento aos seres humanos e mostra a sabedoria de Deus; também manifesta as economias em favor dos homens, prefigura o reino de Cristo e anuncia antecipadamente a herança da cidade santa.
Desde antes proclama que a pessoa enamorada de Deus avançará de tal maneira, que verá a Deus e escutará a sua Palavra; e desta escuta receberá tal esplendor, que os outros não poderão olhar a glória de seu rosto, como disse Daniel: Os sábios brilharão como lamparinas no firmamento, e a multidão dos justos como estrelas, pelos séculos sem fim.
Por conseguinte, se alguém lê as Escrituras como acabamos de explicar – assim como Cristo ensinou aos discípulos, depois de ressuscitar dentre os mortos, mostrando-lhes a partir das Escrituras que era necessário que o Cristo padecesse todas estas coisas e assim entrasse em sua glória, e em seu nome se anunciará o perdão dos pecados em todo o mundo –, chegará a ser um perfeito discípulo, como aquele pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas.



Fonte: Lecionário Patrístico Dominical, pp. 183-184.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante