ARREPENDIMENTO DE DAVI


Naqueles dias: 1O Senhor mandou o profeta Natã a Davi. Ele foi ter com o rei e lhe disse: “Numa cidade havia dois homens, um rico e outro pobre. 2O rico possuía ovelhas e bois em grande número. 3O pobre só possuía uma ovelha pequenina, que tinha comprado e criado. Ela crescera em sua casa junto com seus filhos, comendo do seu pão, bebendo do mesmo copo, dormindo no seu regaço. Era para ele como uma filha. 4Veio um hóspede à casa do homem rico, e este não quis tomar uma das suas ovelhas ou um dos seus bois para preparar um banquete e dar de comer ao hóspede que chegara. Mas foi, apoderou-se da ovelhinha do pobre e preparou-a para o visitante”. 5Davi ficou indignado contra esse homem e disse a Natã: “Pela vida do Senhor, o homem que fez isso merece a morte! 6Pagará quatro vezes o valor da ovelha, por ter feito o que fez e não ter tido compaixão”.
            7Natã disse a Davi: “Esse homem és tu! Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: Eu te ungi como rei de Israel, e salvei-te das mãos de Saul. 8Dei-te a casa do teu senhor e pus nos teus braços as mulheres do teu senhor, entregando-te também a casa de Israel e de Judá; e, se isto te parece pouco, vou acrescentar outros favores. 9Por que desprezaste a palavra do Senhor, fazendo o que lhe desagrada? Feriste à espada o hitita Urias, para fazer da sua mulher a tua esposa, fazendo-o morrer pela espada dos amonitas. 10Por isso, a espada jamais se afastará de tua casa, porque me desprezaste e tomaste a mulher do hitita Urias para fazer dela a tua esposa. 11Assim diz o Senhor: Da tua própria casa farei surgir o mal contra ti e tomarei as tuas mulheres, sob os teus olhos, e as darei a um outro, e ele se aproximará das tuas mulheres à luz deste sol. 12Tu fizeste tudo às escondidas. Eu, porém, farei o que digo diante de todo o Israel e à luz do sol”.
            13Davi disse a Natã; “Pequei contra o Senhor”. Natã respondeu-lhe: “De sua parte, o Senhor perdoou o teu pecado, de modo que não morrerás! 14Entretanto, por teres ultrajado o Senhor com teu procedimento, o filho que te nasceu morrerá”. 15E Natã voltou para a sua casa.
        O Senhor feriu o filho que a mulher de Urias tinha dado a Davi e ele adoeceu gravemente. 16Davi implorou a Deus pelo menino e fez um grande jejum. E, voltando para casa, passou a noite deitado no chão. 17Os anciãos do palácio insistiam com ele para que se levantasse do chão; mas ele não o quis fazer nem tomar com eles alimento algum. 18No sétimo dia, o menino morreu. Os cortesãos de Davi tiveram receio de lhe comunicar que o menino tinha falecido, pois diziam: “Quando o menino ainda estava vivo, nós insistíamos, e não quis prestar-nos ouvidos. Como podemos dizer-lhe que o menino está morto? Ele poderia cometer um despropósito”. 19Mas Davi percebeu que oscortesãos cochichavam e compreendeu que o menino tinha falecido. O rei perguntou aos cortesãos: “O menino morreu?” E eles responderam que sim.
            20Então Davi se levantou do chão, lavou-se, ungiu-se e mudou de roupa. Em seguida foi para a casa do Senhor e se prostrou por terra. Voltando para casa, pediu comida, e quando lhe apresentaram, a tomou. 21Os cortesãos lhe observavam: “Que modo de proceder é este? Enquanto o menino ainda estava com vida, tu jejuavas e choravas, e agora que o menino está morto, te levantas e tomas alimento?” 22Ele respondeu: “É verdade, enquanto o menino estava com vida, jejuei e chorei. É que pensava: Quem sabe, o Senhor terá piedade de mim, deixando com vida o menino. 23Mas agora ele está morto: por que então eu ainda jejuaria? Acaso ainda posso trazê-lo de volta? Um dia irei para junto dele, mas ele não pode mais voltar a mim”.
            24Depois Davi confortou a esposa Betsabéia; entrou no seu aposento esse aproximou dela. Ela deu à luz um filho e Davi lhe deu o nome de Salomão, e o Senhor o amou. 25Ele o fez saber através do profeta Natã e este o chamou Jedidias, isto é, “Querido do Senhor”, por vontade do Senhor.


Do Segundo Livro de Samuel                 12,1-25

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante