A «MÁ SEMENTE» CONFLITUA COM A «BOA SEMENTE»

Deus envia o Seu Filho para semear a «boa semente» neste «campo» que é o mundo. É por isso que é no mundo que devemos procurar a semente, fazendo-a crescer para poder frutificar. O mundo, que muitas vezes se comporta como adversário de Cristo, é obra de Deus. Arnold Toynbee até o apresentou como «província do Reino de Deus».

A «boa semente» lançada no mundo pelo Filho do Homem são os «filhos do Reino» (Mt 13, 38). Acontece que, no meio da «boa semente», encontra-se também a «má semente», descrita como joio (cf. Mt 13, 26). Esta «má semente» são os «filhos do Maligno» (Mt 13, 38).

É assim que os «dados estão lançados». Como alguém referiu, onde Deus constrói uma Igreja, o Diabo não descansa enquanto não constrói uma capela. Para nosso espanto, Deus não elimina logo a «má semente». Daí que ela cresça juntamente com a «boa semente». É na altura da «ceifa» — o fim do mundo (cf. Mt 13, 39) — que será feita a grande triagem.

A nós cabe-nos discernir e optar. Nós, que somos o terreno onde Deus deposita a «boa semente», também somos o campo onde o Maligno tenta depositar a «semente má».




Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante