Vocação de Gedeão

 
  Naqueles dias: 1Os filhos de Israel tornaram a fazer o mal diante do Senhor, que os entregou durante sete anos nas mãos dos madianitas. 2E foram muito oprimidos por eles. E, por medo dos madianitas, fizeram trincheiras nas montanhas, covas e fortins. 3Quando os filhos de Israel acabavam de semear, vinham os madianitas, os amalecitas e outros povos orientais 4os quais, acampando nos seus campos, pisavam todas as sementeiras até à entrada de Gaza. E não deixavam para os israelitas nada do necessário para a vida, nem ovelhas, nem bois, nem jumentos. 5Pois vinham com todos os seus rebanhos e tendas, e à maneira de gafanhotos cobriam tudo com uma multidão inumerável de homens e de camelos, destruindo tudo quanto tocavam.
            6Assim, por causa de Madiã, Israel ficou reduzido à miséria. 7Então os filhos de Israel clamaram ao Senhor, pedindo auxílio contra os madianitas. 8E ele mandou-lhes um profeta, para lhes dizer: “Assim fala o Senhor Deus de Israel: Eu vos fiz sair do Egito e vos tirei da casa da escravidão. 9Libertei-vos das mãos dos egípcios e de todos os inimigos que vos afligiam: Expulsei-os diante de vós e vos entreguei suas terras. 10E eu vos disse: ‘Eu sou o Senhor vosso Deus. Não temais os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais’. Mas não quisestes ouvir a minha voz”. 11Veio então o anjo do Senhor e sentou-se debaixo de um carvalho que havia em Efra, e pertencia a Joás, da família de Abiezer. Gedeão, seu filho, estava sacudindo e limpando o trigo na eira, para o esconder dos madianitas, 12quando o anjo do Senhor lhe apareceu e disse: “O Senhor está contigo, valente guerreiro!” 13Gedeão respondeu: “Se o Senhor está conosco, peço-te, Senhor, que me digas por que nos aconteceu tudo isto? Onde estão aquelas tuas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo:’O Senhor nos tirou do Egito’? Mas agora o Senhor nos abandonou e nos entregou nas mãos dos madianitas”. 14Então o Senhor voltou-se para ele e disse: “vai, e com essa força que tens livra Israel da mão dos madianitas. Sou eu que te envio”. 15Gedeão replicou-lhe: “Dize-me, te peço, meu senhor, como poderei eu libertar Israel? Minha família é a mais humilde de Manassés, e eu sou o último na casa de meu pai”. 16O Senhor lhe respondeu: “Eu estarei contigo, e tu derrotarás os madianitas como se fossem um só homem”. 17 E Gedeão prosseguiu: “Se achei graça diante de ti, dá-me um sinal de que és tu que falas comigo. 18Não te afastes daqui, até que eu volte, com uma oferenda para te apresentar”. E o Senhor respondeu: “Ficarei aqui até voltares”.
            19Gedeão retirou-se, preparou um cabrito e, com uma medida de farinha, fez pães ázimos. Pôs a carne num cesto e o caldo numa vasilha, levou tudo para debaixo do carvalho e lhe apresentou. 20O anjo do Senhor lhe disse: “Toma a carne e os pães ázimos, coloca-os sobre esta pedra e derrama por cima o caldo”. E Gedeão assim fez. 21O anjo do Senhor estendeu a ponta da vara que tinha na mão e tocou na carne e nos pães ázimos. Levantou-se então um fogo da pedra e consumiu a carne e os pães. E o anjo do Senhor desapareceu da sua vista. 22Percebendo que era o anjo do Senhor, Gedeão exclamou: “Ai de mim, Senhor Deus, porque vi o anjo do Senhor face a face!” 23Mas o Senhor lhe disse: “A paz esteja contigo, não tenhas medo: não morrerás!” 24Então Gedeão construiu ali mesmo um altar ao Senhor e o chamou: “O Senhor é paz”, altar que ainda existe em Efra dos filhos de Abiezer.

Do Livro dos Juízes                 6,1-24

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante