UMA MISSÃO QUE «DÁ SAÚDE»

Neste Domingo, a Liturgia da Palavra recorda-nos a presença constante de Deus no mundo e a vontade que Ele tem de nos oferecer a Sua vida e salvação. Sucede que esta presença divina é concretizada através daqueles que Ele chama e envia, para serem sinais vivos do Seu amor e testemunhas da Sua bondade.

A Primeira Leitura mostra Deus a eleger um povo para com ele estabelecer laços de comunhão e de familiaridade. A esse Povo, é confiada uma missão: ser sinal de Deus no meio dos outros povos.

A Segunda Leitura realça que os discípulos formam uma comunidade de pessoas amadas por Deus. A sua missão no mundo é dar testemunho do amor de Deus pelos homens. Trata-se de um amor eterno, resistente, gratuito. Ou seja, trata-se de um amor único.

A missão dos cristãos é uma concretização da missão de Jesus. A missão dos cristãos é, pois, lutar contra o mal e promover o bem. É uma missão salutar, que dá saúde. E como é necessária esta saúde vital, esta saúde espiritual, esta saúde total. A «cura» está sempre a chegar. Teremos a ousadia de a recusar?



Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante