QUEM PERMANECE NA DOUTRINA, POSSUI O PAI E O FILHO


1O ancião, à senhora eleita e seus filhos, que amo de verdade - e não só eu, mas todos que conheceram a verdade, vos amam - 2por amor da verdade, que permanece em nós e esteja convosco para sempre. 3Estejam conosco na verdade e no amor: a graça, a misericórdia, a paz da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, Filho do Pai.
        4Muito me alegrei por ter encontrado alguns dos teus filhos que caminham conforme a verdade, segundo o man­damento que recebemos do Pai. 5E agora, Senhora, eu te peço - não que te esteja escrevendo a respeito de um novo mandamento, pois trata-se daquele que temos desde o prin­cípio -: amemo-nos uns aos outros. 6E amar consiste no seguinte: em viver conforme os seus mandamentos. Este é o mandamento que ouvistes desde o início para guiar o vosso proceder.
        7Acontece que se espalharam pelo mundo muitos sedu­tores, que não confessam a Jesus Cristo encarnado. Está aí o Sedutor, o Anticristo. 8Tomai cuidado, se não quereis perder o fruto do vosso trabalho, mas sim, receber a plena recompensa. 9Todo o que não permanece na doutrina de Cristo, mas passa além, não possui a Deus. Aquele que permanece na doutrina é o que possui o Pai e o Filho.
        10Se alguém vier ter convosco e não trouxer esta doutri­na, não o recebais em casa nem o saudeis. 11Pois quem o saudar, tem parte em suas obras más.
        12Apesar de ter mais coisas para vos escrever, não quis fazer com papel e tinta, porque espero ir ter convosco e conversar de viva voz, para nossa alegria ser completa.
        13Saúdam-te os filhos de tua irmã eleita.


Segunda Carta de São João

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante