JÓ PROCEDE SEMPRE SEGUNDO A JUSTIÇA

Disse Jó: 1Eu fiz um pacto com meus olhos
de não olhar para uma virgem.
2Que recompensa me reserva Deus lá do alto,
que herança tem para mim o Todo-Poderoso lá dos céus?
3Acaso a desgraça não é destinada aos criminosos
e o infortúnio aos malfeitores?
4Será que ele não vê os meus caminhos,
não conta todos os meus passos?
5Se caminhei com a mentira,
se acertei passo com a falsidade,
6que Deus me pese numa balança exata
e reconhecerá a minha integridade.
7Se os meus passos se desviaram do caminho,
e o meu coração seguiu as atrações dos olhos,
e se apegou alguma mancha às minhas mãos,
8que outro coma o que eu semeei,
e que arranquem as minhas plantações!
13Se violei o direito do escravo ou da escrava,
quando reclamavam comigo,
14que farei quando Deus se levantar,
que vou responder-lhe quando me interrogar?
15Aquele que me criou no ventre,
não os fez também a eles?
Quem nos formou a nós não é um só?
16Se fui insensível às necessidades dos pobres,
se deixei a viúva consumir-se em pranto,
17se comi minha fatia de pão sozinho,
sem reparti-lo com o órfão;
18– eu, a quem, desde minha infância,
Deus criou como um pai,
e desde o seio de minha mãe me guiou –;
19se vi um mendigo sem roupas,
um pobre sem cobertor,
20e não me agradeceram os seus ombros
aquecidos com a lã de minhas ovelhas;
21se levantei a mão contra o órfão,
vendo-me apoiado no Tribunal,
22que meu ombro se desloque,
e que meu braço se quebre no cotovelo!
23Porque o castigo de Deus era o meu terror,
e eu não posso subsistir diante da sua majestade.
35Quem dera houvesse alguém que me ouvisse!
Esta é a minha palavra:
que me responda o Todo-Poderoso!
A acusação redigida por meu adversário,
36eu a poria sobre os meus ombros,
eu a pregaria como um diadema;
37eu lhe daria conta de meus passos
e dele me aproximaria, como um príncipe”.


Do Livro de Jó             31,1-8.13-23.35-37

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante