CURA PARA A CURIOSIDADE?

Achava Dorothy Parker que «a cura para o tédio é a curiosidade». Mas ressalvava, logo de seguida, que para a curiosidade não há qualquer cura. Esse é o nosso problema. É que alguma curiosidade ajuda ao conhecimento. Mas o excesso de curiosidade faz-nos estilhaçar num caos de ansiedade. Tem de haver, pois, uma cura para o excesso de curiosidade. É preciso dosear a curiosidade com o autodomínio, a moderação. Basta ter a noção dos limites. Nem tudo é para divulgar. E é sempre bom conviver com o que não se pode (nem deve) saber!


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante