AMIZADE ENTRE DAVI E JÔNATAS

 
Naqueles dias: 19,8 Tendo recomeçado a guerra, Davi saiu a combater contra os filisteus, infligindo-lhes uma grande derrota. E eles fugiram diante dele. 9Um espírito maligno mandado pelo Senhor veio novamente sobre Saul. Ele estava sentado em sua casa, e tinha uma lança na mão, enquanto Davi tocava harpa. 10Saul, então, arremessou-lhe a lança, procurando cravá-lo na parede; Davi porém desviou-se e a lança foi cravar-se na parede. Davi esquivou-se e fugiu naquela mesma noite.
              20,1 Davi fugiu de Naiot em Ramá e foi ter com Jônatas, dizendo-lhe: “Que fiz eu? Que crime cometi, e que mal fiz a teu pai,para que ele queira matar-me?” 2Jônatas respondeu: “Não, tu não morrerás! Meu pai não faz coisa alguma grande ou pequena, sem me dizer. Por que me ocultaria isso? Não é possível!” 3Mas Davi jurou, dizendo: “Teu pai sabe muito bem que gozo do teu favor, e por isso pensa: ‘Jônatas não o deve saber, para não ficar magoado’. E, contudo, pela vida do Senhor e pela tua vida, estou apenas a um passo da morte”.
              4Jônatas respondeu a Davi: “Que queres que eu faça? Farei por ti tudo o que me disseres”. Disse-lhe Davi: 5“Amanhã é lua nova, e eu deveria jantar, conforme o costume, à mesa do rei. Deixa-me partir para me esconder no campo, até depois de amanhã à tarde. 6Se teu pai der pela minha ausência, tu lhe dirás que Davi te pediu licença para ir depressa a Belém, sua cidade natal, onde toda a sua família oferece o seu sacrifício anual. 7Se ele disser que está bem, então o teu servo não corre perigo. Mas, se ao contrário ele ficar irado, fica sabendo que ele está resolvido a matar-me. 8Faze este favor ao teu servo, já que fizeste um pacto comigo em nome do Senhor. Se tenho alguma culpa, mata-me tu mesmo, mas não me faças comparecer diante de teu pai”. 9Jônatas disse-lhe: “Deus te livre de tal desgraça! Se eu souber que, de fato, meu pai resolveu matar-te, podes estar certo de que te avisarei”. 10E Davi perguntou: “Mas quem me informarás e teu pai te responder com aspereza?”
              11Jônatas disse a Davi: “Vamos sair para o campo”. E foram ambos para o campo. 12Então Jônatas disse: “Pelo Senhor Deus de Israel, se eu, amanhã ou depois, conseguir saber se as disposições de meu pai são favoráveis a Davi, e se eu não te mandar dizer imediatamente, 13então o Senhor me castigue com todo o seu rigor! Mas se persistir a má vontade de meu pai contra ti, eu te avisarei, sem dúvida, a respeito disso. Poderás, então, partir e ficar tranquilo. E o Senhor esteja contigo, como esteve com meu pai! 14Mais tarde, se eu ainda for vivo, tu me tratarás de acordo com a misericórdia do Senhor. Mas, se eu morrer, 15terás sempre compaixão da minha casa, mesmo quando o Senhor exterminar um por um os inimigos de Davi da face da terra”. 16Foi assim que Jônatas fez aliança com a casa de Davi, dizendo: “Que o Senhor livre Davi das mãos dos inimigos!” 17Em seguida, Jônatas tornou a jurar a Davi por causa da amizade que lhe tinha porque o amava como a si mesmo.

Do Primeiro Livro de Samuel                 19,8-10; 20,1-17

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante